Jornal Mundo Espírita

Julho de 2020 Número 1632 Ano 88

Zilda Arns – O amor cristão acima das crenças

abril/2010

A desencarnação da médica Zilda Arns, por ocasião do terremoto que vitimou o povo haitiano, no dia 12 de janeiro do corrente ano, comoveu todo o Brasil.

Tem justas razões o pranto da despedida por quem fez tanto pela Sociedade brasileira, amparando crianças carentes, em sua vitoriosa pastoral.

Zilda Arns foi o testemunho vivo do amor cristão, que transcende os aviltantes limites do preconceito religioso.

Quando Allan Kardec enunciou que o Espiritismo não vinha para acabar com as religiões, mas sim para dar precioso contributo para a melhoria delas, espiritualizando-as, nós, os espíritas, não poderíamos deixar de manifestar nosso reconhecimento por quem serviu a tantos quantos a buscaram e que foram amparados sem distinção de cor, raça, religião e origem.

Seu exemplo, na assistência a centenas de milhares de crianças, em todo o País, frutificou.

Descendente de alemães, tendo mais doze irmãos, abdicou da vocação religiosa, embora de família católica, para formar-se em medicina, que lhe possibilitou maior condição de ajudar o próximo.

Sua vida servirá de inspiração para todos e, em especial, para nós espíritas, que buscamos pensar e agir como Zilda Arns, colocando o amor cristão acima das conveniências da fé.

 

Assine a versão impressa
Leia também