Jornal Mundo Espírita

Junho de 2019 Número 1619 Ano 87

XXV Confraternização de Juventudes Espíritas do Rio Grande do Sul – CONJERGS

dezembro/2014 - Por Tatyanna Braga de Moraes

Todos possuímos centenas de lembranças em nossas mentes, ainda mais aquelas que qualificamos de inesquecíveis.

Desejamos compartilhar, com os jovens espíritas algo que, com absoluta certeza, merece tal qualificação!

Nos dias 18 e 19 de outubro de 2014, na capital gaúcha, estivemos, a convite da Federação Espírita do Estado do Rio Grande do Sul – FERGS, para participar dessa Confraternização.

É valido ressaltar que a pioneira realizou-se em Santa Maria, no mês de setembro de 1957. Pela manhã, encontravam-se na estação ferroviária um grupo numeroso de jovens e evangelizadores liderados por Juarez Weiss, encarando os rigores da hora matutina, proporcionando bela surpresa aos participantes daquela 1ª CONJERGS.

Com o passar dos anos essa Confraternização se consolidou e continua, graças ao apoio de evangelizadores, trabalhadores e, principalmente, da Espiritualidade.

A XXV CONJERGS foi dividida em cinco polos, ocorrendo simultaneamente, nos mesmos dias, em cinco cidades diferentes do Estado e denominando-se: Amor, Bondade, Caridade, Doação e Esperança, desenvolvendo a temática Conectados com Jesus.

Participamos, como convidados do Paraná, com Guilherme Henrique Carvalho Ferreira e a coordenadora do Setor de Juventude da FEP, Elisângela Dias de Toledo, das atividades do Polo Esperança, que se iniciaram pela manhã, em Porto Alegre, com muita música e sorrisos encantadores para recepcionar os quatrocentos e quarenta jovens, trabalhadores e evangelizadores.

Enquanto os jovens confraternizavam, descontraíam, tiravam fotos e se harmonizavam para adentrarem os estudos, realizou-se uma Oficina para os Evangelizadores, dirigida por Miriam Dusi, da Área de Infância da Federação Espírita Brasileira – FEB, abordando os Subsídios às Ações da Juventude Espírita.

Na CONJERGS, cada momento instigava os participantes a conhecer como estabelecer uma conexão saudável e cristã com os princípios do Mestre à luz da Doutrina Espírita.

As apresentações teatrais das Bem-aventuranças de Jesus materializavam as passagens e ensinamentos do Evangelho, bem como conduziam os participantes à dramatização de vivências cristãs, consoante os ensinos do Mestre. O despertar para novos sentimentos e para nova consciência, a de mudança de sua realidade, estava refletida na expressão de cada jovem.

A música, arte que eleva o Espírito, foi muito bem representada pelo grupo Evangelizar é Amar, que embalou a noite de sábado, trazendo reflexões através das letras e união geral dos participantes. A contagiante vibração das melodias reafirmava a importância do Espiritismo.

O cuidado da equipe organizadora expressou-se em cada detalhe, denotando a preocupação em realizar um encontro que pudesse registrar momentos de gratidão e caridade.

A FERGS  fez um excelente trabalho e nos sentimos agradecidos pelo convite e recepção. Retornando às suas rotinas, os participantes levaram consigo o aprendizado da verdadeira conexão com Jesus e o compromisso da transformação moral, alavancas que, sustentadas pela fé, nos farão lograr êxito no objetivo da nossa existência, o progresso.

Ana Cristina D. Toledo, Guilherme Henrique Carvalho Ferreira e Elisângela Dias de Toledo.

Paralelamente à experiência vivida pelos jovens Ana Cristina e Guilherme, a diretora do DIJ/FEP, Tatyanna Braga de Moraes, acompanhou Miriam Dusi por três polos da CONJERGS, onde também foi aplicada a Oficina para os Evangelizadores de Juventude, explicando os objetivos do documento Subsídios às Ações da Juventude Espírita, construído coletivamente pelos Diretores de DIJs das vinte e sete Federativas do Brasil.

Ambas foram ciceroneadas, nesse tour, por Maria Elisabeth da Silva Barbieri e Gabriel Nogueira Salum, respectivamente Presidente e Vice-Presidente Administrativo da FERGS.

Assine a versão impressa
Leia também