Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

XIX Conferência Estadual Espírita

maio/2017

O Centro de Convenções Expotrade, em Pinhais, Paraná, recebeu nos dias 17 a 19 de março a XIX Conferência Estadual Espírita, promovida pela Federação Espírita do Paraná.

Quatro oradores se revezeram em conferências e seminários, desde a noite de sexta ao final da manhã de domingo: Alberto Almeida, Divaldo Pereira Franco, Haroldo Dutra Dias e Sandra Della Pola, com temáticas girando em tono das comemorações dos 160 anos de Espiritismo na Terra.

O amplo auditório, para onze mil pessoas, esteve repleto nas conferências e quase na totalidade em todos os seminários.

Além de autoridades civis, estiveram presentes Jorge Godinho Barreto Nery, presidente da Federação Espírita Brasileira (FEB); Marta Antunes de Moura, vice-presidente da FEB; Gabriel Salum, presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul; Maria Elisabeth Barbieri, sua vice-presidente; Olenyr Teixeira, presidente da Federação Espírita Catarinense; Milciades Lezcano, presidente da Federação Espírita Paraguaia; Noeval de Quadros, representando a ABRAME; Edson Gomes Tristão, representando a AME-PR, o convidado especial Raul Teixeira e os conferencistas que, desde o dia 13 do corrente realizaram a Conferência Estadual Espírita pelo Interior/Litoral/região metropolitana de Curitiba, percorrendo treze cidades, inclusive a capital paranaense: Alessandro Viana Vieira de Paula, Sandra Maria Borba Pereira e Suely Caldas Schubert.

Pela FEP, compuseram a mesa o presidente e os dois vices Adriano Lino Greca, Danilo Arruda da Luz e Luiz Henrique da Silva, o conselheiro José Virgílio Góes.

As apresentações artísticas, que realizaram bela ambientação sonora, estiveram com Marcelo Archetti e Bella Schneider, de Pato Branco; o Coral do Centro Espírita Ildefonso Correia, Andrey Cechelero e Lilian Guariente, de Curitiba.

Emocionante homenagem através de vídeo especialmente elaborado e entrega de placa foram as formas da FEP agradecer, comemorando com alegria os 70 anos de Oratória do tribuno Divaldo Pereira Franco, tudo transferido por ele, como habitualmente o faz, a Jesus e a Doutrina Espírita.

Com Raul Teixeira, a emoção ficou por conta do lançamento do segundo volume do livro Vida e Valores, pela Federativa paranaense, com seleção de textos extraídos do programa televisivo homônimo.

Como mestre de cerimônias atuou Paulo Roberto de Oliveira, locutor que há 25 anos se transformou na Voz do Momento Espírita. Apresentou, no sábado, um Momento ao vivo, de uma das faixas do CD 31, lançado na oportunidade.

Nos intervalos, o público se espalhou pelos estandes das três grandes livrarias montadas em amplos espaços: Mundo Espírita, Fráter e Livraria Espírita Alvorada; na Praça dos Amigos; nos estandes dos autógrafos, do Institucional, na visualização dos painéis que mostravam as realizações federativas ao longo dos seus quase 115 anos; dos parceiros da Conferência, da AME/Paraná, entre outros.

O evento, na sua totalidade foi transmitido pela internet, alcançando 425.000 pessoas em 25 países.

Marcante foi a presença dos jovens Anderson Guimarães, Eduardo Alves, Jonatas Medeiros, Larry Ribeiro e Tânia Lisboa, que se revezaram, ao longo das horas, para atender a quem não têm ouvidos para ouvir, como intérpretes de Libras. Chamado ao palco, entre efusivas aclamações do público, Eduardo demonstrou como traduziria alguns nomes de importância para os espíritas: Allan Kardec, Francisco Cândido Xavier, Joanna de Ângelis e a tríade Deus, Cristo e Caridade.

Ao final, sob aplausos constantes, Adriano agradeceu aos conferencistas, aos voluntários, aos funcionários, às empresas parceiras, aos colaboradores de toda ordem, e anunciou as caravanas dos vários Estados que se fizeram presentes, além do anfitrião: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe e do Exterior: Argentina, Estados Unidos e Paraguai.

O encerramento, assinalado pela emoção e um profundo silêncio no auditório, através da mediunidade psicofônica de Divaldo Pereira Franco manifestou-se o Espírito Bezerra de Menezes, em tocante mensagem.

E todos foram saindo, felizes, lentamente, porque havia muita gente. Quando passavam pelos estandes eram saudados pelos voluntários, com acenos. E o povo retribuía, aplaudindo.

Para 2018, ficaram definidas as datas de 16, 17 e 18 de março.

Agendemo-nos.

 

Mensagem de Bezerra

Irmãs, irmãos queridos

Alegremo-nos e esperemos que os nossos nomes sejam escritos no livro do Reino dos Céus. Empenhemo-nos, encarnados e desencarnados, para atender o suave e doce chamado de Jesus para que lhe sigamos as pegadas. Não tergiversemos, não nos enganemos nem enganemos a ninguém.

O sentido profundo da vida é amar.

Sejamos nós aqueles que amamos sem qualquer interrogação, que logremos colocar Jesus no ádito do nosso coração para que a Sua seja a nossa voz, os Seus sejam os nossos atos.

Nunca houve tanto sofrimento no mundo. Tanta tecnologia de ponta e tanta solidão.

Temos todos carência de ternura, de entendimento, porque ainda traímos dominados pela sensualidade. Ainda amaldiçoamos no desejo injustificável de ocupar posições transitórias que nos enganam.

Que o nosso esforço em uma conexão entre o mundo espiritual e o mundo físico seja de luz, para que a madrugada da Era Nova inunde a Terra em sombra desses dias com a dúlcida figura de Jesus.

Ouvistes as narrações traçadas pelo sentimento amoroso dos servidores de última hora. Pelas suas bocas falaram as vozes imortais. Pela ternura de cada um recebestes o pápulo divino da verdade.

Alimentai-vos de luz para que nenhuma sombra permaneça em vosso amanhecer. E repetindo os quinhentos da Galileia, ide e pregai com o exemplo.

A sociedade está cansada de âncoras, de vozes trabalhadas e de discursos bem formulados, apenas repetindo palavras. As nossas nascem nas fontes augustas da Espiritualidade para onde marchais.

E sede, em qualquer circunstância, aqueles que amam. Jamais vos arrependereis por haverdes amado, por haverdes oferecido uma segunda chance, por haverdes sido vítimas, pois que esses que cultivam os dons do Espírito são bem-aventurados.

Não vos esqueçais dos filhos do Calvário que deambulam ao léu, longe e perto dos vossos sentimentos. Jesus escolheu as praias, as tascas, onde estava a ralé para falar-lhes de um reino de amor.

Dizei-lhes também que as dores do mundo, quando bem suportadas, transformam-se em estrelas, formando uma Via Láctea de bênçãos na Imortalidade.

Ide, pois, filhos e filhas queridas na direção do Mestre que, de abraços abertos espera por todos nós.

Trazemos-vos as palavras amigas dos Espíritos espíritas que estamos convosco nestes dias e continuaremos convosco até à consumpção dos evos conforme promessa do Mestre.

Servidor humílimo e paternal de sempre
Bezerra

Muita paz, filhas e filhos.

Mensagem psicofônica de Divaldo Pereira Franco, no encerramento da
XIX Conferência Estadual Espírita, no Expotrade Convention Center,
em Pinhais, Paraná, na manhã de 19 de março de 2017.
Fotos: Jackson Adriano Ferreira e Paulo Moro

Assine a versão impressa
Leia também