Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Visionário de Belos Horizontes

A propósito dos 15 anos do site www.feparana.com.br

maio/2012

A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria. Criada com objetivos militares, seria uma das formas das forças armadas norteamericanas manter as comunicações, em caso de ataques inimigos que destruíssem os meios convencionais de telecomunicações. Nas décadas de 1970 e 1980, além de ser utilizada para fins militares, a Internet também foi um importante meio de comunicação acadêmico. Estudantes e professores universitários, principalmente dos Estados Unidos, trocavam ideias, mensagens e descobertas pelas linhas da rede mundial.

Foi somente no ano de 1990 que a Internet começou a alcançar a população em geral. Nesse ano, o engenheiro inglês Tim Bernes-Lee desenvolveu a World Wide Web, possibilitando a utilização de uma interface gráfica e a criação de sites mais dinâmicos e visualmente interessantes. A partir desse momento, a Internet cresceu em ritmo acelerado. Muitos dizem que foi a maior criação tecnológica, depois da televisão na década de 1950.

A década de 1990 tornou-se a era de expansão da Internet. Para facilitar a navegação pela Internet, surgiram vários navegadores (browsers) como, por exemplo, o Internet Explorer, da Microsoft, e o Netscape Navigator. O surgimento acelerado de provedores de acesso e portais de serviços on line contribuíram para esse crescimento. A Internet passou a ser utilizada por vários segmentos sociais. Os estudantes passaram a buscar informações para pesquisas escolares, enquanto jovens utilizavam para pura diversão em sites de games. As salas de chat tornaram-se pontos de encontro para um bate-papo virtual a qualquer momento. Desempregados iniciaram a busca de empregos através de sites de agências de empregos ou enviando currículos por e-mail. As empresas descobriram na Internet um excelente caminho para melhorar seus lucros e as vendas on line dispararam, transformando a Internet em verdadeiros shopping centers virtuais.

Nos dias atuais, é impossível pensar no mundo sem a Internet. Ela tomou parte dos lares de pessoas do mundo todo. Estar conectado à rede mundial passou a ser uma necessidade de extrema importância. A Internet também está presente nas escolas, faculdades, empresas e diversos locais, possibilitando acesso a informações e notícias do mundo em apenas um click.

Em perfeita sintonia com a época e com a visão aguçada do futuro, Napoleão de Araujo, então Presidente da Federação Espírita do Paraná, idealizou e implantou, em 1997, o Portal da FEP, com o site www.feparana.com.br, como ferramenta de divulgação doutrinária e como estímulo à unificação, uma vez possibilitar que todas as regiões do Estado, através das chamadas Uniões Regionais Espíritas, se integrassem nesse meio de comunicação e de interação, através do Portal, que, como ele afirmava, se faria gigante dentre os demais meios de comunicação social, pela própria natureza. E, por decorrência, afirmava ainda ele, poderia ser o elo permanente entre os espíritas em todo o mundo, facilitando a veiculação do Espiritismo, colocando-o ao alcance daqueles que têm grande dificuldade de acesso a informações, notícias, livros, palestras, Centros Espíritas.

Qual um visionário de belos horizontes, ele estava coberto de razão. A Internet explodiu.

Claro que ainda o meio espírita se utiliza muito acanhadamente da Internet e seus recursos, que diariamente se ampliam e se renovam. Mas resta a esperança de que logo desponte ousadia positiva no meio espírita, e venha se lançar mão desse veículo em proveito da maior e melhor divulgação doutrinária, na amplitude que a Internet permite, e assim veremos a mais completa realização da visão de Napoleão de Araújo, sempre desejoso de levar o Espiritismo para bem mais perto da população como um todo.

De todo modo, aí está. São quinze anos à disposição do público, através do site www.feparana.com.br, ótimas notícias, oportunas informações, muito conhecimento, notáveis mensagens. São milhares os internautas que nos visitaram e visitam. Aceite, caro leitor, nosso convite e venha estar conosco. Visite-nos também. Você faz toda a diferença.

Assine a versão impressa
Leia também