Jornal Mundo Espírita

Março de 2020 Número 1628 Ano 87
Sugestão de Leitura Envie para um amigo Imprimir

Vida e sexo

dezembro/2008

O título da obra já nos remete para a certeza de que é de leitura obrigatória, para aqueles que desejam ampliar esclarecimentos a respeito de tão grave assunto.

O enfoque, obviamente, não é o mesmo dos estudiosos mundanos. O autor deixa isso claro, quando indaga: “De que forma, porém, as teses do sexo são tratadas no plano espiritual para o futuro terrestre?”

Objetiva mostrar que os benfeitores da Humanidade estão preocupados com a falta de respeito e da disciplina no uso dessa força extraordinária, que é um dom divino.

Este livro, composto de 26 capítulos, com pouco mais de 100 páginas é um verdadeiro compêndio esclarecedor sobre questões relacionadas ao casamento, ao divórcio, ao amor livre, à homossexualidade, à carga erótica, ao adultério, à prostituição, entre outros.

Emmanuel vai direto aos assuntos, sem rodeios complicados que nada constroem, como no texto: “Parceiro e parceira, nos compromissos do lar, precisam reaprender na escola do amor, reconhecendo que, acima da comunhão corpórea, fácil de se concretizar, é imperioso que a dupla se case em espírito, sempre mais em espírito – dia por dia”.

Evidencia as dolorosas consequências para os que violentam as leis de Deus, nesse delicado campo da sexualidade: “O homem que abusou das faculdades genésicas, arruinando a existência de outras pessoas, com a destruição de uniões construtivas e lares diversos, em muitos casos é induzido a buscar nova posição, no renascimento físico, em corpo morfologicamente feminino, aprendendo em regime de prisão, a reajustar os próprios sentimentos e a mulher, que agiu de igual modo é impulsionada à reencarnação em corpo morfologicamente masculino, com idênticos fins”.

A obra é um autêntico tratado de luz, de suma importância, para todos os que pretendem conquistar o equilíbrio necessário num mundo permeado de desregramentos.

Revela os intrincados mecanismos na vida de relação mais íntima, dos compromissos assumidos perigosamente com forças negativas e invisíveis, que acentuam os dilemas por nós espontaneamente criados na invigilância dos nossos atos.

Autor Espiritual: Emmanuel
Médium: Chico Xavier
Editora: FEB

Assine a versão impressa
Leia também