Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

URE Metropolitana Oeste

Desencarnação de Rubens Corrêa

setembro/2013 - Por Nilson Ricetti Xavier de Nazareno

Rubens Corrêa desencarnou no dia 16 de julho de 2013, em Curitiba, aos setenta e quatro anos de idade e foi sepultado, no mesmo dia, em sua cidade natal, Paranaguá.

Vindo para a capital paranaense aos dezenove anos, foi esportista, vice-campeão sul-americano de remo e campeão paranaense de natação. Líder estudantil, presidiu o Diretório Acadêmico Hugo Simas. Atuou como educador, diretor de faculdade e pesquisador no campo da História.

Exerceu a advocacia e iniciou na Doutrina Espírita no Centro Espírita Paz e Luz de Paranaguá, registrando vidência desde seus oito anos. Em Curitiba, pelas mãos do Dr. Walter do Amaral, chegou ao Centro Espírita Leocádio Corrêa, em Santa Quitéria e, em 1987, integrou-se à Sociedade Espírita Os Mensageiros da Paz – SEMP, onde exerceu a Presidência, em dois períodos, num total de onze anos: 1994 a 1999 e de 2008 até a sua desencarnação.

Conforme seu grande desejo, ocupava a Presidência da SEMP, ao ensejo das comemorações festivas do Centenário da Casa, tendo sido sua última participação a 11 de abril.

Desde o ano 2000, passou a gravar, semanalmente, o programa televisivo Espiritismo na TV, patrocinado pela SEMP.

Como escritor, deixou as obras Jesus à luz da Doutrina dos Espíritos (1998) e da coleção Brumas do Passado: Doutor Leocádio, médico de homens e de almas (1988); Dr. Leocádio – História de uma vida (1995), devendo ser publicada a obra póstuma Da glória ao martírio – O barão do Serro Azul.

Devotou-se à difusão espírita, à propagação do Evangelho, à semeadura do bem, batalhando sempre para que a Casa Espírita fosse de fato uma grande comunidade fraterna.

Foto: Acervo FEP.

Assine a versão impressa
Leia também