Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

URE Metropolitana Leste

Sociedade Espírita completa centenário

março/2013

A Sociedade Espírita Os Mensageiros da Paz – SEMP, fundada como Centro Espírita Mensageiros da Paz, é a primeira Casa Espírita de Curitiba a completar um século ininterrupto de existência. Inserida na União Regional Espírita Metropolitana Leste, é filiada à FEP desde 1915, por ato da diretoria da Casa Máter de 11 de julho daquele ano, fato esse comunicado por ofício assinado pelo Secretário da FEP, Arthur Lins de Vasconcellos. Conservando o seu lema Paz, Amor e União, a SEMP cumpre, desde sua origem, de forma íntegra, o seu papel de farol de luz orientado pelos princípios e valores da Doutrina Espírita.

Sua origem ocorreu em modesto grupo mediúnico que se reunia, ainda na primeira década do século XX, na residência de Álvaro Vaz da Silva, à Rua Silva Jardim, onde hoje é o Hospital Cezar Perneta. A entidade orientadora do grupo, conhecida como Dr. Cândido de Oliveira, médico desencarnado no final do século XIX, sugeriu que o grupo formasse um centro espírita, cujo ato de fundação realizou-se em 11 de abril de 1913.

Nesses cem anos de existência, vinte seis diferentes confrades passaram pela sua direção como presidentes e, entre eles, nomes importantes do Movimento Espírita do Paraná frequentaram e trabalharam em sua sede, que cresceu progressivamente para acompanhar a demanda e a expansão do Espiritismo.

Atualmente, a SEMP oferece dez cursos doutrinários, nos períodos da tarde e noite, com mais de uma centena de participantes. Possui atividades todos os dias da semana, sendo quatro deles abertos à comunidade. Em suas palestras públicas de domingo pela manhã, comparecem, em média, duzentos frequentadores. O Atendimento Espiritual é realizado principalmente às terças-feiras, tanto à tarde quanto à noite, acolhendo necessitados de esclarecimento ou consolo e com aplicação de passes aos interessados. Doze grupos mediúnicos, compostos por médiuns e dirigentes que necessariamente frequentaram estudos de mediunidade prévio em programa da SEMP, atendem os desencarnados e servem para a prática da mediunidade com Jesus, sendo um deles especializado em Desobsessão e outro, em Apoio ao Médium. Para aqueles que necessitam do atendimento vibracional à distância, mantém grupos regulares de irradiação.

Através da Promoção Social oferecida pelos voluntários da Casa, que ali encontram diversas oportunidades para a prática da caridade, muitas famílias carentes recebem amparo material e espiritual, alfabetização de adultos e educação moral-cristã.

A Evangelização da Infância e Juventude é frequentada por cerca de oitenta crianças e jovens, sendo que a sua Mocidade participa de todos os Encontros da Juventude Espírita e movimenta-se ativamente no amparo às crianças carentes e em iniciativas edificantes, demonstrando estar apta a receber nos braços a continuidade desse trabalho de quatro gerações consecutivas.

A SEMP ajuda a divulgar a Doutrina através da sua Livraria, Biblioteca e Videoteca, além de ser copatrocinadora do Programa Espiritismo na TV, que é gravado em suas dependências. Mantém um site ativo (www.osmensageirosdapaz.com.br), distribuição de Boletins Eletrônicos semanais e do Boletim Informativo bimestral A Paz, virtual e impresso.

Nesse ano de seu aniversário, a Casa centenária comemorará apresentando uma programação especial, repleta de palestras instrutivas e eventos doutrinários atrativos e inéditos, iniciando-se em 23 de fevereiro e se alongando até 23 de novembro.

Destacamos, dentre tantos convidados, a presença de Alessandro Viana, no dia 6 de março, que proferirá palestra no auditório da SEMP, às 20h e  do Presidente Interino da Federação Espírita Brasileira, Antonio Cesar Perri de Carvalho, cuja palestra se dará no Auditório da FEP, às 10h, no dia 7 de abril.

A abertura solene das festividades do Centenário acontecerá no dia 4 de abril, às 20h, com Palestra de Rubens Corrêa, seu Presidente, apresentação do Coral e filme da SEMP, também no Auditório da FEP.

Assine a versão impressa
Leia também