Jornal Mundo Espírita

Janeiro de 2020 Número 1626 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Trabalhadores em ação

novembro/2008

Maria Lúcia Silveira, estilista e comerciante, frequenta a Sociedade Espírita Joanna de Ângelis, em Cascavel, cidade-sede da 10ª URE.

 

1 – Em que ano você se tornou espírita?

Tornei-me espírita no ano de 1989.

 

2 – O que a levou ao Espiritismo?

Interessei-me pela sua filosofia ao assistir uma palestra e, a partir daí, iniciei os estudos da Doutrina Espírita.

 

3 – Que cidades integram a sua Regional e quantos centros espíritas existem nela?

Ao todo, temos em nossa união Regional 9 cidades , dentre elas,
Guaraniaçu, Capitão Leônidas Marques, Realeza, Santa Tereza, Toledo,
Assis Chateaubriand, Marechal Rondon , Palotina e Corbélia.

 

4 – Como você avalia a importância das Uniões Regionais, como instrumento de Unificação em nosso Estado?

As Uniões Regionais são de suma importância  na unificação do Movimento Espírita, porque através dela, as casas Espíritas do interior do Estado se integram ao trabalho federativo.

 

5 – Em sua opinião, o sistema federativo atende plenamente às necessidades do Movimento no Brasil e nos Estados?

A Federação Espírita do Paraná apóia plenamente o Movimento em nível nacional, principalmente no Estado, dando toda a estrutura e apoio para que as Uniões Regionais realizem um trabalho satisfatório de consolidação do Movimento Espírita.

 

6 – O que mais falta, em seu conceito, ao melhor funcionamento das casas espíritas?

Em algumas casas falta o entendimento de Allan Kardec nas suas bases, na sua essência.

 

7 – O “Amai-vos e instruí-vos” está sendo devidamente considerado?

Esperamos que os espíritas estejam vivenciando esta máxima, pois será através dela que exerceremos a verdadeira fraternidade e equilíbrio.

 

8 – É importante a integral fidelidade aos princípios doutrinários, como se depreende das obras básicas de Allan Kardec?

Em tempos em que alguns espíritas esquecem as bases doutrinárias, vemos verdadeiros espíritas estudando e vivenciando os postulados kardequianos, para entender com profundidade os princípios doutrinários e segui-lo com fidelidade, o que é de suma importância para o Espiritismo.

 

9 – Você vê avanços significativos em nosso Movimento?

Nosso Movimento Espírita, com o trabalho das federativas vem avançando e ganhando credibilidade. Cabe a nós , espíritas trabalhar para que o nosso Movimento se fortaleça a cada dia.

Assine a versão impressa
Leia também