Jornal Mundo Espírita

Abril de 2020 Número 1629 Ano 88

Trabalhadores do DIJ em ação

setembro/2011

Rosilene A. Carvalho Ferreira

 1. Como diretora do DIJ da 16ª URE, qual a sua visão da tarefa de evangelizar?

R. Penso que a tarefa de evangelizar é uma das mais difíceis, porém, uma das mais gratificantes, pois é da responsabilidade do evangelizador despertar e mostrar aos evangelizandos o caminho do bem e da moral cristã.

 

2. Em sua opinião, qual seria a tarefa principal de um diretor do DIJ?

R. A tarefa principal é a de aglutinador e multiplicador, pois o diretor tem a responsabilidade de aglutinar os evangelizadores em torno do trabalho da evangelização e multiplicar conhecimentos e informações com o intuito de facilitar esse trabalho, ou seja, é ele que oferece suporte para um bom resultado na arte de evangelizar.

3. Pode o DIJ trabalhar sem o auxílio dos pais?

R. Penso que não. O papel dos pais é de extrema importância para que o resultado seja eficaz. O trabalho precisa ser realizado em conjunto. O que aprendemos na teoria praticamos em nosso cotidiano. Os pais também fazem o papel de evangelizador em casa, assim o trabalho se completa.

4. Como os cursos/treinamentos poderão auxiliar os evangelizadores e coordenadores de juventudes?

R. Os cursos auxiliam no aprendizado, no desenvolvimento, na reciclagem, ainda, como estímulo e orientação para os evangelizadores. Eles veem como instrumento de auxílio e de segurança para que possam desempenhar melhor suas tarefas, além da multiplicação e troca de conhecimentos.

5. A FEP vem cumprindo a tarefa de dinamizar os DIJ/URE? Como?

R. Sim. A FEP tem uma equipe muito bem estruturada, que nos dá todo o apoio de que precisamos. Após cada reunião, voltamos para as nossas regiões mais motivados e enriquecidos de conhecimentos. Além de cursos e treinamentos, ela nos oferece a oportunidade de estarmos conhecendo outras regiões e nos mantendo atualizados.

6. Deixe aqui sua mensagem aos evangelizadores e coordenadores de juventudes.

R. A construção de um mundo melhor e mais feliz é tarefa urgente a ser realizada. Portanto, não percamos tempo. A oportunidade nos bate à porta todos os dias, em todos os momentos, e por isso, estar preparado é fundamental. Experimentemos a alegria e a felicidade de fazer um mundo melhor.

Assine a versão impressa
Leia também