Jornal Mundo Espírita

Julho de 2020 Número 1632 Ano 88
Acerca das palavras Envie para um amigo Imprimir

Torá

março/2020

Deriva do verbo yārāh, que significa instruir. Assim, Torá pode ser entendida como instrução, lei, apontamento. Indica toda espécie de determinações, não necessariamente jurídicas, dadas por Yaweh.

Por excelência, são as normas objetivas do direito, colecionadas no Pentateuco e atribuídas a Moisés. Também o Pentateuco todo: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio.

O conteúdo geral relata a criação dos mundos (os céus) e da nossa realidade (a Terra), um pano de fundo para chegar ao foco principal: o relacionamento entre o ser humano e Yaweh.

É um relato de como a psique humana evoluiu no pensamento, na razão da sua existência. Mostra a trajetória do ser humano desde a idolatria, atravessando a monolatria até chegar ao monoteísmo.

Na narrativa dos episódios do êxodo e da travessia do deserto, se encontra muito material jurídico e ritual, evidenciando-se a importância da Lei.

Destacam-se o Decálogo1, as dez palavras sagradas, código moral; as leis sacerdotais2; as que tratam da pureza ritual3; o santuário, os sacerdotes, os sacrifícios4.

Constitui a norma revelada de toda a vida religiosa e civil, uma exigência incondicional de Yaweh a todos os membros de seu povo.

Todo israelita tinha a obrigação de vivê-la o mais fielmente possível. Os pais deviam ensiná-la aos filhos, os sacerdotes ao povo.

De sete em sete anos, devia-se fazer uma leitura da lei, na festa dos tabernáculos.

 

Referências:

1 BÍBLIA, A. T. Êxodo. Português. O antigo testamento. Tradução de João Ferreira de Almeida. Rio de Janeiro: Imprensa Bíblica Brasileira, 1966. cap. 20, vers. 1 a 17.

2 Op. cit.______. cap. 25, vers. 36 a 40.

3 Op. cit. Levítico. cap. 11 a 16.

4 Op. cit. ______. cap. 1 a 7.

  1. BORN, A. Van Den. Dicionário Enciclopédico da Bíblia. Petrópolis: Vozes, 1985. Torá.
Assine a versão impressa
Leia também