Jornal Mundo Espírita

Julho de 2020 Número 1632 Ano 88

Renovação

setembro/2014

que o trabalhador modesto da Oficina de Luz empenhe-se, com todos os esforços para

ser amigo, abrindo mão da animosidade desgastante;

ser verdadeiro, deixando de lado a aparência enganadora;

ser moderado em todas as coisas, rompendo com o estouvamento nefasto;

ser autêntico junto àquilo em que crê, evitando contatos com a hipocrisia;

ser altruísta, desapegando-se da tormenta egoística;

ser trabalhador eficiente, sem atrelar-se à pachorra ou à preguiça que degenera a alma;

ser manso, desenlaçando-se dos vínculos com a violência;

ser prudente, sabendo isolar-se das armadilhas da imperícia;

ser homem de fé, cumprindo com os compromissos na esfera do bem renovador, em todo lugar;

ser disposto ao estudo sério, desligando-se da praça da ignorância que limita e oprime;

ser bom, sem pieguismo, desfazendo as nódoas do mal enquistante;

ser afetuoso, sem jungir-se à inconveniências;

ser caridoso, cooperando lucidamente com o crescimento dos irmãos do caminho evolutivo;

ser o cristão verdadeiro, mantendo-se fiel aos ensinos do Mestre, exemplificando com a própria vida o conteúdo que transmite através da palavra.

Somente desse modo, construindo sobre os escombros do homem velho enfermo, a edificação do homem realmente cristianizado, deparar-nos-emos com a realização dos propósitos divinos que são, em última análise, a condução da criatura humana para os Altos da renovação espiritual.

Ivan de Albuquerque

Psicografia de Raul Teixeira, em 30 de setembro de 1984, na Sociedade Espírita Renovação, em Curitiba, PR.

Assine a versão impressa
Leia também