Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Remanso Fraterno – Um oásis de trabalho e aconchego

setembro/2017

O Remanso Fraterno, fundado em 20 de março de 1988, é um  espaço de promoção social e de educação, mantido pela Sociedade Espírita Fraternidade – SEF, no cumprimento de seus objetivos estatutários.

A SEF é uma organização religiosa, de caráter educacional, cultural, beneficente e filantrópico, de assistência e promoção social, sem fins lucrativos, criada por tempo indeterminado. Tem como missão promover a educação moral e intelectual do indivíduo, com base na Filosofia Espírita, empreendendo ações sociais e contribuindo para sua melhor atuação na sociedade.

Além desse trabalho, através de ações de sua Diretoria de Assistência Social, atua também no bairro de São Domingos, próximo ao centro de Niterói, com Projeto de Inclusão Social Urbana.

O Remanso Fraterno tem como finalidade colaborar para que crianças e adolescentes de famílias em situação de vulnerabilidade ou risco social possam se desenvolver de forma sadia e equilibrada, moral, social e intelectualmente.

Para tanto, oferece educação formal de qualidade, desenvolve ações socioassistenciais e grupos socioeducativos, visando ao fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Trabalha em articulação com as redes de promoção social e amparo às famílias dos municípios de Niterói e de São Gonçalo.

Está localizado em Várzea das Moças, bairro situado cerca de vinte e cinco quilômetros do centro de Niterói e ocupa um terreno próprio de aproximadamente 50.000 m², com  área construída de 3.000 m², distribuída em quatro prédios.

Em visita realizada, no mês de maio do ano em curso, pela Diretoria Executiva da FEP, foram propostas algumas questões aos diretores voluntários, no intuito de se saber um tanto mais a respeito desse abençoado trabalho.

Quantas crianças já passaram pelo Remanso, nesses quase trinta anos?

Estiveram matriculadas em nossa escola aproximadamente mil e cinquenta crianças. A quantidade de crianças e jovens que estiveram nas demais atividades (evangelização e projetos sociais) supera esse número.

 

Existem informações a respeito dos que transitaram pelo Remanso?

Temos de concreto o Projeto Acolher Jovem, onde os responsáveis de ex-alunos do Remanso Fraterno matriculam seus filhos no contraturno escolar, para continuarem conosco por mais dois anos, em atividades de oficinas socioeducativas.

Além desse trabalho, estamos fazendo uma pesquisa para verificar com os ex-alunos, como o Remanso Fraterno impactou as suas vidas. Temos notícias informais que nos chegam e são, na sua maioria, positivas.

Sabemos de ex-alunos empregados no mercado de trabalho e temos notícias esporádicas de alguns. Por isso, o esforço em contatar, formalmente, esses jovens e adultos para que tenhamos uma visão real do impacto social que o Remanso vem produzindo na vida da comunidade.

 

Como é trabalhar com crianças e jovens que enfrentam situações tão adversas?

A comunidade em que o Remanso Fraterno se insere é vulnerável social e economicamente, e vem sofrendo com o crescimento acentuado da violência, contribuindo para a falta de perspectivas positivas perante a vida.

Para atender essas crianças advindas dessas condições optamos por oferecer um espaço de construção de aprendizado e fortalecimento de valores éticos e morais.

Nosso projeto visa Educar.

Fizemos a opção pela Educação Integral em tempo integral que, por definição, é educar um indivíduo envolvendo e articulando com diversos outros indivíduos, tempos e espaços.

O Projeto Pedagógico é construído, avaliado e reorientado a partir do contexto, do interesse, das necessidades de aprendizagem e do desenvolvimento das crianças. Os conteúdos se articulam aos saberes das crianças e das comunidades.

Aprendizagem significativa, onde as atividades são realizadas através de diferentes linguagens e experiências, envolvem e integram o conhecimento do corpo, das emoções, das relações e dos códigos socioculturais. Seu objetivo é proporcionar a educação necessária para garantir o desenvolvimento de todas as suas dimensões – intelectual, física, emocional, social e cultural.

Por ser em horário integral, as crianças têm a oportunidade de conviver com outras crianças e os educadores, dia a dia, ensinam hábitos saudáveis: alimentação, higiene, prevenção da saúde. Hábitos que quando adquiridos, são levados aos lares.

O objetivo maior é que o Remanso Fraterno seja um espaço essencial para assegurar que todos tenham garantida uma formação integral e que se constitua como projeto coletivo, compartilhado por crianças, jovens, famílias, educadores e a comunidade local.

 

Como é realizado o trabalho que envolve as famílias?

A Diretoria da Assistência Social trabalha através da política de assistência social, obedecendo aos ditames da Constituição Federal e às leis vigentes, orientada pelas leis morais oriundas da Doutrina Espírita.

Opera no Remanso Fraterno através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, com os serviços:  Acolher é Transformar e Acolher Jovem.

Acolher é Transformar

O projeto trabalha com a lógica de que família é “gente com quem se conta” (Organização das Nações Unidas – ONU) e com o conceito de família ampliada, contido no Estatuto da Criança e do Adolescente, que esclarece ser a sociedade, como um todo, responsável pela criança como um ser em desenvolvimento peculiar.

Nesse projeto, os responsáveis pelas crianças estão, além do vínculo biológico, sendo atores envolvidos na pedagogia do cuidar e do brincar.

 

Objetivo

Incentivar a convivência entre os membros da família e fortalecer os vínculos através de atividades lúdicas. Espera-se que os participantes valorizem a diversidade de opiniões; acessem práticas lúdicas, esportivas, cognitivas, de lazer e cultura;  se expressem por meio de brincadeiras e atividades lúdicas, resignificando e simbolizando as experiências vividas.

 

Acolher Jovem: contraturno escolar

Desenvolvido por meio de intervenções pautadas em experiências lúdicas,  culturais e esportivas, tendo como formas de expressão a interação, a aprendizagem, a sociabilidade e a proteção social.

Com oficinas de expressão corporal, escultura, música, socioeducativa e esportes, os ex-alunos do Remanso se revezam em dois turnos de atividades em contraturno escolar.

 

Objetivo

Oferecer um serviço de proteção social na perspectiva da educação integral a adolescentes em situação de vulnerabilidade social, assegurando espaços de referência e de participação, de relações de afetividade, de respeito e de autoridade que garantam a ampliação de seu universo de trocas culturais e a experimentação da participação na vida pública.

 

Como o Remanso consegue suprir suas necessidades?

Através de parcerias com empresas e órgãos públicos, com os recursos obtidos na venda de livros [de Raul Teixeira e outros editados pela Fráter], artesanato, bazar, livraria e lanchonete na SEF e, principalmente, por contribuições mensais ou esporádicas de pessoas físicas e jurídicas, além das doações de alimentos e material escolar através das campanhas que promovemos. Vale ressaltar que o trabalho voluntário atende à parte significativa de nossas demandas.

 

Há colaboração da sociedade em geral?

A visibilidade dos resultados e o empenho dos trabalhadores fazem com que a sociedade civil apoie e ajude, sempre que necessário, a Instituição.

Um dos valores que fazemos questão de construir é a credibilidade, e neste aspecto a figura do fundador e orientador de nossa instituição [Raul Teixeira], tem sido fundamental para nos abrir portas. É através dela que temos conseguido continuar o trabalho, contando com pessoas não espíritas e empresas que comungam conosco o ideal de um mundo melhor.

 

Assine a versão impressa
Leia também