Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2020 Número 1633 Ano 88

Páginas da vida

março/2013

Com este título, a Revista Cláudia nº 12, ano 51, edição de dezembro de 2012, da Editora Abril, retratou a comovente história de Francesco Beira, que teve diagnóstico de tumor cerebral aos dezessete meses de idade e desencarnou aos onze anos.

Os depoimentos dos pais, a psicóloga Priscila e o empresário Waldir Beira Jr., a decisão de retirarem do hospital e levarem para casa o filho terminal, a descrição da morte tranquila do menino, a afirmação da convicção espírita da família e o primeiro hospital do país de cuidados paliativos em pediatria, Hospice, foram bem destacados pela jornalista Maria Laura Neves.

Para a concretização do Hospice,  boa parte foi bancada  pelo casal Beira, que utilizou os recursos da poupança do filho, como um jeito de dar sentido à experiência vivida, segundo o pai.

Um exemplo de bem sofrer, de aceitar a dor como vivência positiva e, sobretudo, de pensar na dor alheia, agindo no sentido de confortar outras famílias em igual situação.

Assine a versão impressa
Leia também