Jornal Mundo Espírita

Outubro de 2017 Número 1599 Ano 85

O rei solar

novembro/2009

“e todos os rios, de todos os anos,

não hão de separar-nos da lembrança que dEle temos…”

Khalil Gibran

 

Uma grande homenagem a JESUS através da música.

Quem sabe esta poderia ser uma das traduções para o que ganhou o palco do teatro da FEP nos últimos dias 26 e 27 de setembro.

Porém, talvez seja pouco ou difícil de colocar em palavras o que a Arte elevada consegue produzir nos corações humanos.

Momentos como aqueles, certamente ficarão “reverberando” pelas naves de nossa sala de espetáculos, durante muito tempo… Eles não querem ser esquecidos… Eles não podem ser olvidados.

Falar de Jesus é sempre um convite à renovação, é sempre um chamado direto à alma humana, ainda tão embaraçada nas teias da materialidade.

O Rei Solar, produção do Coral do Centro Espírita Ildefonso Correia, trouxe Jesus ao público de uma forma toda especial.

O grupo vocal contou com vários músicos convidados para prestar sua homenagem ao mestre Nazareno.

Músicas de vários estilos, em várias línguas, celebraram a mensagem e o Espírito de luz que visitou a Terra há dois milênios.

Apresentando vídeos com textos de Khalil Gibran, o grupo amador emocionou a todos com uma apresentação primorosa e de muita qualidade.

Em seu inspirado final, juntaram-se ao Coral do CEIC diversos outros cantores. Integrantes do Coral da Universidade Tuiuti do Paraná, que abrilhantaram o espetáculo com suas vozes cantando: “Um homem veio em nome do Amor”.

Mais um momento inesquecível de música e beleza que tomou por completo o Teatro da FEP, e que enriqueceu a proposta artística do Movimento Espírita.

Assine a versão impressa
Leia também