Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

O mistério de Poscovônia

agosto/2008

No domingo, dia 06 de Julho de 2008, fomos surpreendidos por um público raras vezes visto na Federação Espírita do Paraná.

Crianças com seus pais, avós, tios, foram chegando de mansinho, primeiramente conhecendo ou visitando a Biblioteca Infantil, localizada na Sede Histórica da FEP e depois tomando conta dos lugares do Teatro para assistirem à peça O mistério de Poscovônia.

Rapidamente os 434 lugares do teatro foram lotados. A equipe da FEP conseguiu acomodar as pessoas que iam chegando, até o limite seguro de ocupação. Muitos acabaram assistindo à peça dos corredores e muitos pais em pé, deixando que seus filhos sentassem nas cadeiras.

Todos então, animados e participativos, puderam assistir uma excelente apresentação dos jovens artistas amadores do Centro Espírita Ildefonso Correia.

Numa peça simples, com poucos recursos e muita criatividade, o elenco surpreendeu o público que, além de se divertir muito, levou uma bela mensagem para reflexão.

Após o encerrar da peça, as crianças ainda foram convidadas, e levadas pelos
atores que as cativaram, para visitar a biblioteca infantil, espaço especialmente projetado para o público infantil.

Um grande sucesso, e mais uma iniciativa da Federação Espírita do Paraná em
oferecer uma opção de qualidade, na forma e no conteúdo, para a sociedade curitibana.

 

Andrey Cechelero

Diretor do Setor de Artes

 

Elenco:

 

Prefeito: Daniel Almeida

Professor: Luciano Romano

Margarida: Maria Luiza Campos

Sinhá: Karlla Almeida

Aninha: Maria Fernanda Campos

Zé das Couves: Lucas Parolin

Ilústria: Mariana Nakamura

Médico: André Romano

Pedrinho: Thiago Romano

Mãe do Pedrinho: Mary Ishiyama

Forasteiro: Nelson Rinaldi

Maria Botina: Maria Aparecida Sarmento

Mário Scarpone: Luiz Fernando Campos

Morador: Bruno Pauli

Crianças: André Romano, Caiubi Ishiyama e Guilherme Canha

Som: Cynthia Almeida

Iluminação: Zezé e Claudinho

Direção: Daniel Almeida

Cenário: Maria Luiza Campos, Maria Fernanda Campos, Bruno Pauli, Mariana Nakamura, Daniel Almeida e Guilherme Canha

Assine a versão impressa
Leia também