Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87
Momento Espírita Envie para um amigo Imprimir

O bem que se faz

julho/2006

Quando a ingratidão te bater à porta, não digas: Nunca mais ajudarei a ninguém!

Quando a impiedade daqueles a quem beneficiaste chegar ao teu lar, não exclames: Para mim, chega!

Não sofras e nem te arrependas de ter ajudado.

Nem reclames: E eu que lhes dei tudo!

Não retribuas mal por mal, pois que assim, vitalizarás o próprio mal.

O bem que se faz a alguém é sempre luz que se acende na intimidade.

Assine a versão impressa
Leia também