Jornal Mundo Espírita

Abril de 2021 Número 1641 Ano 89

O ano do sesquicentenário de O livro dos espíritos

janeiro/2007

O Movimento Espírita vê o romper de um novo ano sob a tônica dos 150 anos de O Livro dos Espíritos, obra angular da Doutrina Espírita, que teve sua primeira edição em 18 de abril de 1857, em Paris, França, e forma a base da denominada Codificação Espírita, que vem composta ainda com os livros: O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese, todos elaborados por Allan Kardec.

Mundialmente, os espíritas preparam inúmeras homenagens alusivas a essa data para este ano.

Sob o slogan: O Livro dos Espíritos: 150 anos de convite ao amor e à instrução, a Federação Espírita do Paraná (FEP) inicia o ano demarcando o início de suas variadas atividades previstas, editando colunas especiais neste jornal, o que se repetirá ao longo dos meses seguintes, sendo: 1) coluna abordando temas correlatos ao Sesquicentenário do Livro, que significa dizer também do surgimento do Espiritismo no Mundo; 2) outra, com retrospectiva do Movimento Espírita no Estado, bem como referências relativas ao trabalho, propriamente dito, da FEP.

Em março, de 23 a 25, realizará a IX Conferência Estadual Espírita, contando com os conferencistas Divaldo Franco, Raul Teixeira e Cosme Massi, quando serão abordados, em conferências e em seminários, os temas: O Livro dos Espíritos: 150 anos de convite ao amor e à instrução; A felicidade segundo o Espiritismo; Uma visão nova da vida e da morte; Um novo conceito de virtude. Acontecerá no Auditório do Expotrade, Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel, 10.454, em Pinhais, cidade da região metropolitana de Curitiba.

Em 18 de abril, no Auditório da Unicenp, Palestra alusiva ao Livro dos Espíritos, com Cosme Massi e em setembro, nos dias 22 e 23, em Cascavel, o 9º Encontro Estadual Espírita do Interior do Paraná, com presença confirmada de Raul Teixeira.

Com abrangência nacional, a Federação Espírita Brasileira promoverá o 2º Congresso Espírita Brasileiro, em Brasília, DF, nos dias 13 a 15 de abril.

O mínimo de conhecimento dos princípios e das orientações espíritas nos leva ao reconhecimento da grande importância que representa o Espiritismo em nossas vidas, e o quanto é justa e apropriada tal lembrança geral em forma de homenagem pública.

Doutrina de educação moral e de liberdade, propõe a revisão de valores comportamentais, assumindo-se valores verdadeiros e imorredouros como a humildade, honestidade, dignidade, amor ao próximo como para consigo próprio, e outras virtudes, como sendo a fórmula de melhoria progressiva da Humanidade.

Por isso mesmo, não bastam as manifestações exteriores alusivas aos 150 anos do Espiritismo e as reuniões de congraçamento de grande número de pessoas. Mais importante de tudo será o alcance em profundidade que essa mensagem de renovação e de esperança se dê em nós, para que movimente-nos a intimidade, impulsionando-nos no dia-a-dia, para uma vivência em plena conformidade e em consonância com as proposições espíritas. Ou seja, uma correlação direta entre o saber e o fazer. Essa incorporação de valores e virtudes, expressos no nosso pensar e no nosso agir, permanecerão em nós para sempre, como conquistas imperdíveis.

Sabe-se que essa caminhada de redenção e renovação se dá paulatinamente, de acordo com nossa persistência e cota de sacrifícios em tal benefício. Mas que se dá, se dá. Essa é a certeza que nos estimula à continuidade, de ânimo sempre revigorado.

Marquemos presença nos eventos que nos sejam possíveis ao longo deste ano.

E juntos, singelamente, rendamos desde já nosso preito de gratidão ao Espiritismo, por tudo o que ele já fez por nós, rogando a Deus cubra de bênçãos o Movimento Espírita Mundial, a fim de que cada Centro Espírita, cada organização espírita, através dos espíritas, continue a brilhar suas luzes, indicando roteiro seguro para a caminhada da Humanidade.

Assine a versão impressa
Leia também