Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Nova massa

janeiro/2016

Olhando para o ano que se inicia, podemos considerar velhos problemas que perduram e elaborarmos boas perspectivas de solução para cada um deles.

Por exemplo, considerar os ininterruptos conflitos armados com os quais a Humanidade convive desde sempre, e imaginar que os homens caiam na real e se disponham a viver em paz. Somente os Estados Unidos gastam cerca de setecentos bilhões de dólares, por ano, com sua defesa.

Imaginar que a grave questão do tráfico de drogas finalmente vai acabar, pois deixarão de existir usuários, pois esses se deram conta de que a droga é uma droga. Comenta-se que o comércio mundial do tráfico movimenta cerca de setecentos e cinquenta bilhões de dólares, por ano.

Termos a notícia que os governos mundiais fecharam acordo sem condicionantes, em prol do planeta Terra, iniciando esforço conjunto pela restauração do equilíbrio ecológico, com regras muito claras e ricas de sustentabilidade da vida, reconhecendo que a vida é uma fábrica que constrói a si mesma a partir de dentro, concordando com James Lovelock, de que a Terra e toda a vida que a habita devem ser vistas como um único organismo que mantém equilíbrio entre suas muitas partes. Foi o que ele chamou hipótese de Gaia.  Gaia é, na mitologia grega, a deusa da Terra, que deu à luz o mar e o céu.

É válido sonhar, não é mesmo? São sonhos possíveis, que se realizarão, mais dia, menos dia.

Mas, com sabedoria, nos falou Albert Einstein: Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

Isso vale para os macroproblemas e também para os problemas que carregamos nas dobras do nosso coração.

Nos macroproblemas não podemos interferir diretamente. No entanto, naqueles que afogueiam nossa alma, podemos e devemos empreender esforço para solucioná-los, pois nossa iniciativa é decisiva.

É indispensável uma revisão de nosso comportamento, com exame profundo e sério, quanto nossas relações conosco mesmo, com o próximo (família, trabalho, vida social, lazer) e com Deus.

O novo é o que é feito recentemente, que existe há pouco, que é moderno, que se vê ou se ouve pela primeira vez, que ainda não foi utilizado, que começa agora.

Enfim, é o que começa, que está na nascente.

Imaginar é criar.

Lembremo-nos de Paulo, o apóstolo: Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa.1

Comecemos um ano realmente novo para nós.

É preciso inclinar nossa mente para o mais saudável. Iniciemos com uma assepsia psíquica, pois ela é indispensável à vida saudável, à alegria existencial, ao desempenho das tarefas que se fazem necessárias para o progresso, porque libera a mente da constrição das forças aprisionantes dos desejos inferiores e das condutas atormentadas.

Ensina Emmanuel, Espírito, que: O pensamento é substância, coisa mensurável.

(…) A imaginação não é um país de névoa, de criações vagas e incertas. É fonte de vitalidade, energia, movimento…

Quem mais pensa, dando corpo ao que idealiza, mais apto se faz à recepção das correntes mentais, invisíveis, nas obras do bem ou do mal.2

E com a mente arejada, o coração enriquecido de fé que remove montanhas e a conduta balizada pela oração, alinhavemos planos de ação visando efetiva solução dos problemas nossos de cada dia, a começar de nossa reforma íntima para melhor, partindo para o trabalho persistente de construção do bem-estar em nosso mundo de relações.

Recomenda-nos Joanna de Ângelis, Benfeitora Espiritual: Ninguém resolverá os teus problemas se não te dispuseres a enfrentá-los e solucioná-los.

Busca equacionar os teus problemas, um de cada vez, até vencê-los todos.3

E ainda nos esclarece em auxílio ao entendimento: Os problemas são desafios para o homem.

Toda pessoa que pensa, enfrenta problemas, porquanto a vida no corpo transcorre sob a ação de variadas situações difíceis.

Aprende a conviver com eles, tentando resolvê-los, quanto possível, sozinho. Se não o conseguires, busca a experiência de outrem e luta até solucioná-los no momento próprio.4

Que seja o nosso um novo ano.

Afinal, Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

 

1. BÍBLIA, N. T. I Epístola aos Coríntios. Português. Bíblia sagrada. Tradução de Antônio Pereira de Figueiredo. São Paulo: Paumape, 1979. cap. 5, vers. 7.

2. XAVIER, Francisco Cândido. Roteiro. Pelo Espírito Emmanuel. Rio de Janeiro: FEB, 1940. cap. 25.

3.FRANCO, Divaldo Pereira. Vida feliz. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. Salvador: LEAL, 1992. cap. 88.

4. __________. Op.cit. cap. 190.

Assine a versão impressa
Leia também