Jornal Mundo Espírita

Junho de 2019 Número 1619 Ano 87

Movimento Você e a Paz emociona público

setembro/2013 - Por Ana Landi

Irará, pequeno município da região metropolitana de Feira de Santana, Bahia, recebeu Divaldo Pereira Franco, no dia 26 de julho, para implantar ali o Movimento Você e a Paz.

As condições não poderiam ser mais adversas. O setor de eventos da Mansão do Caminho havia montado palco na praça Pedro Nogueira, principal da cidade. A chuva torrencial, no entanto, fez com que o encontro tivesse que ser transferido, às pressas, para a pequena Escola São Judas Tadeu. Por volta das 18h, um blecaute fez com que toda a região ficasse às escuras.

Divaldo dirigiu-se ao local, reunindo-se com um grupo de expectadores de Irará, Salvador e algumas cidades vizinhas. No pequeno pátio, iluminado por uma única lanterna e alguns poucos celulares, sentou-se, aguardando o início do encontro. A chuva intensificou. Pessoas tentavam se proteger e achar caminhos em meio ao breu.

A expectativa geral era que Divaldo anunciasse a suspensão da palestra ou, pelo menos, que a fizesse de forma bastante breve. Mas não: orientado por sua mentora, a benfeitora Joanna de Ângelis, falou. E falou por mais de uma hora.

Sem microfone, no escuro, fazendo aquela que foi considerada, pelos colaboradores próximos, uma das mais lindas e tocantes palestras de toda a história do Movimento.

Revivendo o que ele próprio destacou como sendo o clima vivido pelos cristãos primitivos nas catacumbas, levou quase todos às lágrimas. Contou, posteriormente, que uma luz sublime iluminou todo o ambiente, permitindo que ele enxergasse toda a plateia com grande nitidez. Ao mesmo tempo, Joanna lhe dizia aos ouvidos: Fale. E fale alto. Eles vieram aqui para ouvir sobre a Paz.

Antes do orador, falaram ao público o Comandante da Polícia Militar, Juarez Santos; o Pastor da Igreja Evangélica Batista, Leandro de Cerqueira; o Presidente do Centro Espírita Caminho da Luz (um dos organizadores locais do evento), Nivaldo Silva, além da representante dos Centros Espíritas do Interior do Estado, Mariete.

Assine a versão impressa
Leia também