Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Movimento Espírita do Paraná

Centro Espírita Caminho do Evangelho

dezembro/2008

Tudo começou com um grupo de abnegados servidores do Cristo, na casa do confrade Renato Cezar Pache. Reunia-se, em caráter provisório para estudar sistematicamente a Doutrina Espírita, trabalhar na mediunidade, no socorro a entidades desencarnadas e na prática da promoção social de pessoas e famílias carentes.

Em julho de 1984, Arno Buzzi, membro ativo do grupo, sugeriu a fundação de uma sociedade civil, sem fins lucrativos, de caráter religioso, com o objetivo de dar permanência às atividades em execução.

Aceita a ideia, a instituição, inicialmente com o nome de Grupo Espírita Leocádio José Correia, foi fundada e constituída sua primeira diretoria.

Com o objetivo de expandir e dar continuidade às suas ações, uma comissão especialmente montada buscou a Federação Espírita do Paraná para a concessão de um terreno seu, situado na Rua Norberto de Brito, de sua propriedade. A FEP imediatamente aquiesceu, cedendo a área para a construção da sede do Grupo, ainda em 1984.

Em 10 de novembro desse mesmo ano, às 16 horas, deu-se a inauguração na presença de aproximadamente 150 pessoas.

Foi proferida uma palestra por Antonio Greca, presidente da União Regional Espírita, discorrendo sobre o tema “O que é o Espiritismo”, dando, assim, início a concretização do Movimento Espírita em São José dos Pinhais.

A primeira diretoria eleita do Grupo ocorreu em 2 de março de 1985. Renato Cezar Pache assumiu a presidência, ao lado do vice Ozires Vidolein, que cuidaria de um projeto de edificação para o Grupo no endereço mencionado, com o total apoio da FEP.

Foi decidida a mudança do nome da instituição para Centro Espírita Caminho do Evangelho em 6 de agosto de 1989.

Um dos fatos mais marcantes do Centro foi a construção da nova sede em 2007, agora na Rua Doutor Claudino dos Santos, nº 495.

A transferência para a nova sede realizou-se em etapas, concluída em 12 de maio desse mesmo ano.

Os amplos espaços permitiram ao “Caminho do Evangelho” a ampliação de suas promoções e o surgimento de novas atividades no campo da promoção social; que tiveram início em 1988 com a assistência à gestante sob o nome de “Berço Joanna de Ângelis”, e a Caravana Caminho do Evangelho.

Em 1989, a direção do Centro promoveu a reforma do Estatuto, adequando-o às novas necessidades. A primeira festa de Natal para os filhos das gestantes ocorreu em 15 de dezembro de 1993, com imensa alegria para todos.

Outras atividades integrariam o quadro de amor cristão como: o Grupo Aberto de Orientação a Casais e Pais, Diálogo Fraterno, cestas de final de ano, entre outras.

Os trabalhos doutrinários atendem a um público cada vez maior, como ocorre com as reuniões públicas de palestras às sextas-feiras, 14h. Às terças-feiras as palestras são realizadas às 20h.

Nas segundas-feiras atuam os grupos de educação e desenvolvimento da mediunidade e de desobsessão. Nas quartas-feiras, as voluntárias da assistência social se reúnem para avaliação e planejamento, das 13h30 às 16h30. Nesse período confeccionam enxovais e outros agasalhos.

À noite, também nas quartas-feiras, às 20h, há exposição com temas livres. Nas quintas-feiras, das 20h às 21h30, ocorre o estudo sistematizado da Doutrina Espírita.

Assine a versão impressa
Leia também