Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Movimento Espírita do Paraná

União Espírita Caminheiros do Bem e Centro Espírita Luz e Conforto

junho/2009

Janeiro de 1947. Um pequeno grupo de idealizadores espíritas motivados por Agripino Theodoro de Souza, reúnem-se em um espaço bondosamente cedido pelo Centro Espírita Fé, Amor e Caridade em sua sede sito à Av. República Argentina. No dia 31 do mesmo mês, o grupo dá razão aos seus objetivos e ideais fundando a Irmandade Espírita “Os Caminheiros do Bem”, sendo sua primeira diretoria constituída por: Presidente: Maria Barbosa, Vice-Presidente: Agripino Theodoro de Souza, (também acumulando a função de Diretor dos trabalhos espirituais), Tesoureira: Belmira Galvão, Secretaria: Maria de Lourdes Cavazzini. Ainda fizeram parte desta assembléia as irmãs Elvira Runsel, Helena de Souza Celina de Lozada e o irmão Narciso Marques.

Em Abril deste mesmo ano o Templo de Estudos Luz do Invisível sito à Av. República Argentina, 1875; representado por seu presidente, cede seus espaços colhendo a Irmandade e dando lugar para que a nova instituição espírita seja solidificada. Ali foram elaborados os estatutos e filiação da casa Máter, Federação Espírita do Paraná. Necessário se faz dizer que a Irmandade desde seus primeiros momentos ali instalada, manteve sempre um bom relacionamento com a casa que os acolheu, participando de todas as suas atividades e havendo muita reciprocidade, a qual consta em todos os arquivos desta casa.

A permanência acolhedora nas dependências do Templo de Estudo Luz do Invisível estendeu-se até o ano de  1951, quando então se instala em uma sede provisória localizada no bairro do Portão sito a R. Tupiniquins, 550 mantendo uma continuidade ininterrupta nas suas atividades doutrinárias e administrativas. Na área doutrinária mantém o evento

“Movimento Jovem André Luiz” e filia-se à Federação Espírita do Paraná. Por determinação da Federação o nome da Irmandade foi substituído por União, passando então a denominar-se União Espírita “Os caminheiros do Bem”. Na área administrativa é registrado seu estatuto em cartório, passando a existir juridicamente e fazendo parte legal da Sociedade Paranaense e assim seguem rumo a aquisição de um terreno para a construção de sua sede própria. Em Maio de 1955 o presidente apresentou a escritura de doação pelo município de Curitiba, lote 95 – Planta Regina – Portão.

Começa assim toda a movimentação pró-construção: Campanha de Materiais, recursos financeiros, comissões, projetos de plantas, etc… É um trabalho incansável e de muita luta daquele grupo que começou em 1955, mas que viram-se coroados de êxitos em seus objetivos no ano de 1957 com a construção da sede, a princípio feita de madeira, porém muito confortável que ficava situada na R. Caetano Marchesini, 30 – Vila Regina – Portão. Nascia ali o centro União Espírita “Os Caminheiros do Bem”.

Após esta fase pioneira o centro União Espírita “Os Caminheiros do Bem” passou por muitas transformações no campo administrativo, patrimonial e doutrinário. Hoje é um centro bem organizado em ótima localização, tendo uma excelente freqüência nos inúmeros trabalhos públicos, estudos e práticas mediúnicas.

 

Centro Espírita Luz e Conforto

 A fundação do Centro Espírita Luz e Conforto deu-se após uma reunião mediúnica que acontecia na residência da Sra. Mariana P. de Carvalho, situada á margem direita da estrada de ferro, próxima ao Cemitério Municipal, bairro Batel, no dia 3 de outubro de 1915. Estavam presentes ex-integrantes do Grupo Espírita Allan Kardec (ex-Luz nas Trevas) que já existia em Antonina desde 1898 e cujos membros participaram da fundação da Federação Espírita do Paraná em 24 de agosto de 1902, em Curitiba. Com a morte da Sra. Mariana P. de Carvalho em 29 de janeiro de 1936 aos 60 anos, o casal Félix e Benedita Alves doaram ao Centro um terreno na Avenida Thiago Peixoto, em localização mais central, onde foi construída nova sede e inaugurada em 1º de janeiro de 1928, com a presença de várias autoridades.

Em 1948, a Federação Espírita do Paraná adquiriu uma área de terra situada à Rua Dr. Mello, onde já existia uma casa que foi reformada e que hoje é a atual sede do Centro.  Em 1958, por iniciativa do Sr. Tíndaro Fonseca, antoninense, espírita, residente em Curitiba, foi realizada uma campanha para angariar fundos para a construção de um lar para meninos carentes em regime de internato. Angariando papel, papelão, latas e vidros que eram vendidos para uma empresa em Curitiba, mais doações de amigos e simpatizantes da obra social, em julho de 1962 foi inaugurado o Lar Infantil Luz e Conforto, um prédio com dois pavimentos contendo dois amplos dormitórios, grande refeitório, cozinha, banheiros e demais dependências, inclusive consultórios médico e dentário e outras benfeitorias realizadas já com verbas federais e de convênios. O Lar Infantil chegou a abrigar 86 meninos. Foi criada uma escola com o nome de Casa Escolar Lins de Vasconcellos para os internos estudarem, onde os professores eram cedidos pela Secretaria da Educação e mais tarde passou a atender às crianças da comunidade. Devido a falta de recursos, o Lar Infantil foi desativado em 1984 e as crianças encaminhadas para outras instituições. O imóvel passou a ser alugado para fins comerciais, gerando renda para o Centro.

Principais atividades desenvolvidas: atualmente o Centro dispõe de um departamento de assistência social onde voluntárias fazem atendimento à 27 famílias carentes com  doações de roupas e brinquedos para100 crianças, atendimento no bazar de roupas usadas, assistência com cestas básicas, enxovais de bebês para gestantes, cursos de crochê e bordados, além de outros artesanatos dos quais participam a comunidade interessada. O departamento doutrinário possui grupos de estudos às quartas feiras e grupos mediúnicos às segundas e sextas feiras à noite e terças feiras pela manhã. O departamento de infância e juventude atende às quintas feiras.

O Centro Espírita Luz e Conforto funciona na Rua Dr. Justino de Mello, 587, centro, em Antonina, PR, sendo seu atual presidente o Sr. Daudete Soares da Costa.

 

Assine a versão impressa
Leia também