Jornal Mundo Espírita

Dezembro de 2019 Número 1625 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Movimento Espírita do Paraná

Sociedade Espírita Favos de Luz

agosto/2008

Numa bela tarde de outono, um pequeno grupo de aproximadamente 12 amigos, já envolvidos no movimento espírita resolvem marcar uma reunião no lar de um casal, componente do grupo, residentes no Sitio Cercado e então realizar o Evangelho no Lar.

Desta pequena reunião, surgiram muitas outras e outras… Surgindo então, muito bem intuída, a idéia da fundação de uma casa espírita naquele bairro. Sabíamos desde o início das dificuldades que enfrentaríamos, pois se tratava de um bairro afastado, muito populoso, extremamente carente de todas as necessidades e até então, ausente da luz espírita a brilhar naqueles corações.

Nossa Sociedade Espírita Favos de Luz foi fundada neste contexto em 15 de outubro de 2000, com muita boa vontade, ideal de servir e laços de afinidades ainda em fase de construção.

Sentimos a necessidade de um local próprio para nossas atividades, pois tínhamos também crianças a serem evangelizadas. Foi então que alugamos nossa primeira sede no Bairro Novo – Sitio Cercado. Uma sala comercial que foi dividida, ficando então com pequeno salão de palestras e duas pequenas salas para evangelizar nossas crianças.

No dia 13 de janeiro de 2001 realizamos nossa primeira palestra pública proferida por uma convidada  muito querida que veio especialmente de Minas Gerais para o evento. Contamos também com representantes da Federação Espírita do Paraná e da União Regional Metropolitana Oeste. Este evento contou com amigos de diversas casas espíritas que vieram nos abraçar e trazer mensagens de bom ânimo e pelo primeiro presidente de nossa casa: Evandro Márcio Rabel.

Em 2001 já estávamos em uma casa um pouco melhor e tivemos então condições para ampliar a evangelização infantil, iniciando também o grupo de juventude, permitindo então melhor acomodação aos freqüentadores.

Neste período implementamos também o trabalho na  Assistência  Social.

Chegamos em 2004, já fortalecidos nos estudos, com grupos formados, estatuto, regimento interno e muito trabalho a realizar.

Ansiávamos muito por um imóvel próprio e em 2007 este grande sonho começou a tomar forma.

Em janeiro de 2007 os membros do conselho deliberativo saíram em caminhada no Bairro Novo A, no Sitio Cercado, em busca do terreno ideal. Finalmente encontramos um terreno lindo, de esquina e que poderia atender integralmente nossas necessidades. Fechamos o negócio e fomos atrás de recursos necessários para concretizar o sonho.

O início da construção da sede própria em maio de 2007, exigiu multiplicados esforços dos poucos trabalhadores da casa, pois os recursos eram poucos e as dívidas eram muitas.

Em 30 de outubro de 2007 abrimos as portas da SOCIEDADE ESPIRITA FAVOS DE LUZ para as atividades públicas, agora na sede própria, situada à Rua Cel. Domingos Theodoro de Freitas 1626 – Bairro Novo B – Região do Sítio Cercado.

Nosso trabalho nas obras não parou, temos ainda toda a fase de acabamento para ser concluída.

Com este objetivo a ser atingido, e contando com a estimada assessoria técnica de companheiros com experiência em eventos, resolvemos promover almoços a cada dois meses em local próprio, o que nos possibilita uma verdadeira festa entre amigos do coração. Estes eventos têm nos possibilitado quitar compromissos temporários e posteriormente dar continuidade a obra.

São as seguintes as atividades públicas atualmente realizadas:

Terça-feira às 20h – Palestra Pública e Evangelização Infanto-Juvenil

Quinta-feira às 19h30 – Grupo de Estudos – Doutrina Espírita para Principiantes (três meses)

Sexta-feira às 16h – Grupo de Estudos da Doutrina Espírita.

Sábado às 20h – Grupo de Estudos da Doutrina Espírita

Nosso trabalho Assistencial é desenvolvido em Casa de Repouso da região.

A gestão da instituição se dá por meio de um conselho deliberativo, que atualmente é composto por:

Elizete Tobler Pierri (atual presidente da instituição);  Lucimar Portes Lacerda da Silva; Marlene Aparecida Gonçalves;  Maria Cristina Borba; Margarida Salomon; Jaqueline Tobler Pierri; Marcos Pierri; Silvio César de Almeida e Paulo Roberto da Silva.

Assine a versão impressa
Leia também