Jornal Mundo Espírita

Abril de 2020 Número 1629 Ano 88
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Movimento Espírita do Paraná

Centro Espírita Paz - Projeto semeando a paz - Curitiba

dezembro/2009

Em setembro de 2002, foi fundada a Sociedade Espírita Paz, com o objetivo do estudo, prática e divulgação do Espiritismo em seu tríplice aspecto, sob a presidência de Paulo David Choinski.  Continuaram os trabalhos já existentes, acrescidos dos grupos de estudo da Doutrina Espírita.

Parte importante das finalidades da nova instituição, e até mesmo sua vocação, passou a ser o exercício de atividades de natureza assistencial e de promoção humana à luz da Doutrina Espírita. Na época, realizava-se trabalho semanal de estudo doutrinário, evangelização infanto-juvenil e serviço de atendimento a 30 famílias materialmente carentes dos bairros São Braz, Órleans e Santa Felicidade.

Em agosto de 2004, foi inaugurada a sede própria do então Centro Espírita Paz, construída com recursos próprios e doações da comunidade, à rua Dr. Cerqueira Lima, 250, São Braz.

Os trabalhos prosperaram, com maior número de famílias atendidas, evangelização infantojuvenil para os frequentadores das palestras públicas, e grupos de estudo.

A vocação deste Centro Espírita ficava cada vez mais evidente no rumo do trabalho com crianças e jovens e na promoção social da comunidade. A maioria das famílias atendidas e orientadas continuava frequentando ativamente o Centro Espírita Paz e “nossas amadas crianças” já estavam jovens.

Em 2007, iniciaram-se as atividades do grupo mediúnico. E, em novembro do mesmo ano, procurando ampliar e aprofundar o atendimento aos jovens, iniciaram-se as atividades do “Projeto Semeando a Paz”.

 

O que é o Projeto Semeando a Paz?

Em 2007, um grupo de trabalhadores e alguns colaboradores sentiram a necessidade de um acompanhamento mais direto e frequente, aos jovens de nossa comunidade. Nascia assim, a obra social do Centro Espírita Paz, o “Projeto Semeando a Paz”. Em 2007, um projeto piloto – 5 jovens, com idade entre 12 e17 anos, atendidos no contraturno escolar, três dias por semana, durante um mês. Reforço escolar, artesanato, leitura, dinâmicas de grupo, essas eram as atividades desenvolvidas.

Em 2008, no mês de janeiro, oferecemos uma colônia de férias, durante três semanas. Todos os dias, com 17 jovens pela manhã e 14, à tarde. Jogos, brincadeiras, oficinas de leitura, de artesanato, de reciclagem, atividades físicas, lanche e almoço para todos.

Após essa experiência, pudemos avaliar os custos e as necessidades em geral e, a partir de fevereiro, iniciamos nossas atividades diárias.

Naquele ano, 51 jovens passaram pelo Projeto e tivemos momentos emocionantes. Contamos com a participação de vários voluntários que colaboraram intensamente, alguns na atuação direta com os jovens, outros através de doações financeiras ou de materiais, além de três funcionários contratados.

Neste ano, 37 jovens estiveram conosco no Projeto Semeando a Paz. Além destes, 10 outros jovens, na faixa etária de 15 e 17 anos, participam do “Programa Projovem Adolescente”, que acontece em nossa instituição em parceria com a FAS – Fundação de Ação Social. Além disso, aos sábados, 36 crianças e adolescentes participam do Coral.

Todo este trabalho é desenvolvido com muito amor e dedicação.

www.semeandoapaz.com.br

Assine a versão impressa
Leia também