Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Lições para a vida

Empresa vencedora precisa de palavras positivas

janeiro/2015

Qualquer fato que aconteça no dia a dia da empresa é sempre analisado pela palavra falada.

Todos já ouvimos os: Desse jeito não vai, Assim é impossível  ou  Está tudo errado.
Os comentários sobre algum fato ruim geram palavras negativas. E expressões negativas, sejam elas quais forem, marcam fortemente quem ouve e, geralmente, todos ouvem.

Marcam o Não vai, o Impossível ou o Errado.

São palavras de significado negativo que gravam no cérebro como um aviso, ou como alerta.

Como se fosse uma bandeira amarela em uma corrida de Fórmula 1.
Toda vez que uma situação se assemelhar a aquela que resultou nas expressões negativas, nosso cérebro vai imediatamente ligar este fato com o anterior e aquelas marcas, ou expressões surgirão imediatamente: Não vai, Impossível, ou Errado. (…)

Mesmo que as condições desse novo fato sejam distintas do fato que deu errado, nosso cérebro vai em primeiro lugar marcar as expressões negativas, inconscientemente.

Alternativas
Portanto, quando algum fato der errado na empresa, importante que as expressões sejam mudadas de Assim não vai para Mudemos de estratégia para contornarmos o problema, ou Assim é impossível para Procuremos outra forma para que seja possível nos ajustarmos a este novo fato, ou ainda,  Está tudo errado para Procuremos alinhar outras ações que possam mudar o fato.(…)
Palavras são na verdade o motor que levam as empresas a se tornarem vencedoras.
Empresas vencedoras são consequência de ações estáveis e motivadoras, que só se consegue com palavras positivas.

Roberto Garini 

www.sonoticia.boa.com.br

 

É uma realidade a força da palavra. É do conhecimento geral que uma simples palavra dita em certo momento pode desencadear crises individuais e coletivas de proporções imensuráveis. A palavra é o veículo do nosso pensamento e portanto do nosso magnetismo pessoal.

No mundo individual, cada um de nós tem que conhecer a força que pode desencadear através da língua e dar apenas o bom uso para ela, lembrando a sabedoria do Rabi Galileu – “do que sai pela boca está cheio o coração.”

L.Palhano Jr., A carta de Tiago, cap. 14.

Assine a versão impressa
Leia também