Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Lições para a vida

Menina que nasceu sem as mãos é bicampeã de caligrafia.

janeiro/2019

Anaya Ellick é uma menina que não tem as duas mãos e mesmo assim venceu o concurso Nicholas Maxim para Excelência em Caligrafia Cursiva, nos Estados Unidos.

Ela venceu outros cinquenta estudantes de várias escolas americanas. Junto com o certificado de proficiência e um troféu, ganhou a quantia de mil dólares.

Para escrever, Anaya  segura o lápis com o braço direito e usa o esquerdo para firmar a folha sobre a mesa, com o cotovelo. A menina cursa o terceiro ano do ensino fundamental, na cidade de Chesapeake, na Virgínia.

É considerada pela professora Sarah Cannady um exemplo de superação para os colegas de turma.

Chama a atenção o fato de que Anaya poderia usar próteses, não só para escrever, mas para outras atividades também.

A mãe da menina, Bianca Middleton, explicou a escolha da filha de não usá-las. Em vez de ajudá-la, atrapalhavam. Ela não queria usar e começou a aprender muitas coisas sem elas, como escrever e desenhar, afirmou.

O colégio Greenbrier Christian Academy, onde Anaya estuda, parabenizou a garota na sua página do Facebook: O merecido primeiro lugar de Anaya nos lembra o que a determinação e o trabalho duro podem alcançar. Estamos bastante orgulhosos dela e de suas realizações. Parabéns, Anaya, por sua conquista. Você inspira a todos!

Assine a versão impressa
Leia também