Jornal Mundo Espírita

Maio de 2019 Número 1618 Ano 87

Lições para a vida

Relatos de amor

abril/2017 - Por Giovanna Mazzeo

A fotógrafa Julie Wilson, de Nova Jersey, nos Estados Unidos, reuniu onze crianças de zero a cinco anos, com Síndrome de Down, em outubro de 2015, para uma sessão fotográfica ao ar livre. O intuito de Julie, que perdeu uma irmã com a Síndrome em 2011, é o de conscientizar as pessoas.

Dina nasceu em 1975 com Síndrome de Down e foi absolutamente a luz de nossa família, declarou a fotógrafa ao jornal Huffington Post.

Julie diz que sua irmã serviu de inspiração para que ela fizesse esse ensaio porque ainda hoje existem pessoas que recomendam a interrupção da gestação por causa do diagnóstico de Síndrome de Down. Além disso, os pais costumam ser informados apenas dos aspectos negativos sobre o futuro dos filhos, em vez dos positivos.

Todas as fotos foram publicadas no site ONG Nothing Down, que é dedicada à sensibilização sobre a Síndrome de Down.

Ao lado de cada uma das fotos, os pais falam sobre seus filhos e como foi a reação deles quando souberam que teriam uma criança especial.

Olívia chama atenção não importa aonde a gente vá. Ela é muito sociável e fica gritando “Oi”, até você olhar para ela. Eu não sei o que a minha vida seria sem ela. Olívia é uma verdadeira bênção e milagre de Deus.

Finnegan tem uma certa sabedoria em seus olhos. Ele ama com todo o coração, com toda força, completamente e de forma incansável. Tem, sem dúvida, o melhor senso de humor. Acorda, todos os dias, com um sorriso que é capaz de iluminar todo o quarto. Ele é o nosso anjo aqui na Terra.

Os avanços não fazem parte de um cronograma rígido, seu bebê vai se desenvolver com a sua compreensão, apoio e encorajamento.

Kennedy é muito mais do que um diagnóstico. É uma menina que tem sonhos, objetivos, amor, diversão e ambição igual aos meus outros dois filhos. A felicidade de Kennedy com a vida é admirável.

Alexa não dá ouvidos para o que ela não pode fazer, ela faz tudo parecer possível. Continuamos nos surpreendendo com o que ela superou e como continua se superando. Ninguém olha para ela e vê a Síndrome de Down. As pessoas olham para ela como uma menina bonita que está pronta para enfrentar o mundo.

Pesquisa vai dar a você uma grande quantidade de informação, o que pode ser esmagador. Apenas saiba que sua criança vai trazer muita alegria. Pode parecer que a sua vida mudará para sempre. Isso é verdade, vai mudar, mas para melhor.

Fotos: Divulgação/juledphotograph

http://www.vix.com/pt/bdm/comportamento/522464/pais-de-11-
criancas-com-sindrome-de-down-dao-relatos-de-amor-em-ensaio-lindo

Assine a versão impressa
Leia também