Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87

Levante a cabeça!

junho/2019 - Por Cezar Braga Said

Rm, 12:2

Levante a cabeça e mire as estrelas.

Reerga-se desse desânimo, acorde seu corpo e sua alma, reabrindo seu coração para a vida.

Esboce um sorriso, uma conversa amena, uma súplica em direção ao Criador.

Não se renda ao ácido do pessimismo, ao fel da revolta e ao veneno da melancolia que tentam lhe dominar.

Vire as páginas sombrias de acontecimentos passados que não precisam mais serem lidas e relidas numa ruminação sem fim.

Escreva e viva novas histórias, conheça novas pessoas, visite outros lugares, aprenda coisas novas, reencante-se com as coisas simples e despretensiosas.

Recuse o ódio e o medo, opte pelo amor e pela esperança que encorajam e vitalizam.

Liberte-se da queixa, das murmurações, do isso não dará certo, do eu já vi esse filme, tente de novo, mas de um jeito diferente e os resultados virão num tempo que você não controla, que não é cronológico.

Não fique na mental dos dissabores e derrotas, recolha dessas experiências o aprendizado para novas e belas conquistas.

O que deu errado ensina como não devemos fazer.

Acorde o gigante adormecido que vive e pulsa em você, ele se chama Vontade.

É com ela, principalmente, que se pode mudar o curso da própria história.

Creia que tudo é efêmero: impérios, tragédias, ditaduras, injustiças, desigualdades, inverdades, lutos, traições, doenças, tudo o tempo leva, lava e restaura.

O que fica são os valores, as construções internas, duradouras e imperecíveis.

Vamos, dê um passo de cada vez e quando se der conta terá percorrido uma longa estrada, terá se reconstruído, estará mais rico, calejado e preparado para novos embates.

E não se iluda, outros desafios e surpresas surgirão, não como armadilhas, mas como oportunidades de crescimento e superação. Surgirão para forjar o novo ser que aos poucos irá nascendo à semelhança de um sol que desponta em plena aurora.

Erga a cabeça!

Comece agora com uma nova atitude mental e emocional diante de si e diante da vida e mais depressa do que imagina os resultados começarão a chegar.

Assine a versão impressa
Leia também