Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87
Trabalhadores do Bem Envie para um amigo Imprimir

José Lopes Netto

março/2008

Foi um dos fundadores da Federação Espírita do Paraná em 24 de agosto de 1902.

Em 1909, foi eleito presidente da FEP, com apenas 27 anos de idade, dirigindo-a até 1912.

Foi o primeiro orador espírita a percorrer o interior do Estado, fazendo corajosas pregações que a todos emocionava.

Além do orador, foi médium vidente, sonambúlico, psicógrafo, curador e audiente.

Criou e educou alguns de seus irmãos mais novos, ajudando a formar um médico, um advogado e diversas professoras, chamadas normalistas.

Não contraiu matrimônio, para ajudar a família que passava enormes dificuldades materiais.

Em 1917, exercendo a função de diretor do Albergue Noturno de Curitiba, veio a falecer de complicações cardíacas antes de completar 40 anos.

Em 1950, quando o dedicado Lins de Vasconcellos visitou Chico Xavier em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, fez a sua primeira manifestação mediúnica em belíssima mensagem de concórdia e unificação.

Em outubro de 1969, o “Reformador”, mensário da Federação Espírita Brasileira, publica mensagem de José Lopes Netto, psicografada por Divaldo Franco, em Salvador, Bahia, com o título de “Renovar Unificando”, assinando o texto como fazia, quando encarnado.

Em 2007, a Editora Frater – Livros Espíritas publicou a obra “Em Nome de Deus”, psicografia de Raul Teixeira, de autoria do inesquecível José Lopes Netto.

Camilo, mentor de Raul Teixeira, ao apresentar o livro, dele disse: “Nada obstante as dimensões humanas em que viveu com suas lutas silenciosas, o nosso Lopes Netto tratou de ser fiel ao Criador, tornando-se um apaixonado por Jesus Cristo, atuando em prol dos Seus ensinamentos pelas vias da Doutrina Espírita.

Nasceu, viveu e desencarnou no Estado do Paraná. Jamais recusou tarefa doutrinária. Sempre gentil, era amigo de todos.

Assine a versão impressa
Leia também