Jornal Mundo Espírita

Outubro de 2019 Número 1623 Ano 87

Joana Angélica no livro dos heróis da pátria

junho/2015

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou, em 15 de abril, o Projeto de Lei 5857/13, do Senado, que inscreve o nome de sóror Joana Angélica de Jesus no Livro dos Heróis da Pátria.

A religiosa morreu defendendo o Convento da Lapa na capital baiana, contra soldados portugueses. Ela ocupava a direção do convento, em fevereiro de 1822, quando a cidade lutava contra as tropas portuguesas e é considerada a primeira mártir da luta que culminou com a Independência da Bahia, em 2 de julho de 1823.

O parecer da relatora, deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), foi favorável à proposta. Ela explica que a inscrição no livro destina-se ao registro perpétuo do nome de brasileiros que tenham oferecido a vida à pátria, para sua defesa e construção, com excepcional dedicação e heroísmo.

O projeto será analisado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Lara Haje – Agência Câmara Notícias.

Foto: Márcia Brizynski

Assine a versão impressa
Leia também