Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87
Sugestão de Leitura Envie para um amigo Imprimir

Jesus, o celeste amigo

outubro/2013 - Por Marco Antonio Negrão

Neste mês, sugerimos aos nossos leitores o livro Jesus, o Celeste Amigo, escrito pelo orador espírita Alessandro Viana Vieira de Paula que, profissionalmente, é Juiz de Direito, radicado na cidade de Itapetininga – SP.

Estudioso da Doutrina Espírita, nas suas tarefas doutrinárias divulga os livros do querido amigo Raul Teixeira. Nesse intuito, leva consigo os livros da Editora Fráter, cuja renda das vendas é carreada, diretamente, à obra social do Remanso Fraterno, departamento da Sociedade Espírita Fraternidade – SEF, na cidade de Niterói – RJ, fundada por Raul Teixeira, em 4 de setembro de 1980.

Fazemos esta introdução para aliar duas informações importantes ou seja, adquirindo o livro contribuiremos com a obra social de Raul Teixeira; e a qualidade do livro. Conforme revela o próprio autor, depois de um certo tempo de espiritismo, fui aprendendo as principais passagens de Jesus, bem como os ensinos do evangelho.

Todavia, eu ficava com inveja – no bom sentido – quando ouvia um orador espírita com riquíssimos conhecimentos do evangelho e de seu contexto. A partir daí, interessei-me pelos livros ditados pelo Espírito Amélia Rodrigues, através da mediunidade do querido confrade Divaldo Franco. Eu li os nove livros de Amélia Rodrigues e passei a compreender o contexto do evangelho e das principais passagens de Jesus. Amélia Rodrigues, com linguagem elevada e poética, descreve as histórias mais importantes do evangelho e vai além, porque traz conversas inéditas entre Jesus e os apóstolos, bem como enriquece algumas histórias conhecidas…

Em minhas palestras, quase sempre cito histórias de Amélia Rodrigues e notava e ainda noto que a maioria do público espírita não havia lido a autora espiritual. Dessa forma, foram dois os fatores que me motivaram a escrever o livro Jesus, o Amigo Celeste, gratidão pelo espírito Amélia Rodrigues que nos trouxe esses valiosos ensinos do evangelho e poder compartilhar esses ensinos com os amigos espíritas através do citado livro e também através das palestras, despertando o interesse das pessoas pela leitura das obras desse espírito notável.

Partindo dessas informações iniciais ao lermos a obra, percebemos que é rica em reflexões e dados que nos esclarecem determinadas observações que conhecemos dos Evangelhos e que, muitas vezes, nos falta conhecimento para entender o contexto em que determinada passagem ou fato ocorreu.

O livro está organizado em vinte capítulos. No início de cada um, o autor se utiliza de frases de autoria do Benfeitor Espiritual de Raul Teixeira – Camilo, retiradas de diversos livros de autoria desse Espírito.

Jesus, o Celeste Amigo tem uma característica interessante pois, além dos ensinos de Jesus, das informações contextuais de determinado fato, o autor pondera e nos leva à reflexão sobre como aquele ensinamento pode ser aplicado no nosso dia a dia, saindo do campo do abstrato para o campo da nossa realidade espiritual. Isso se faz de importância considerando que ainda temos uma jornada para alcançarmos nossa evolução espiritual, rumo à perfeição moral que é a nossa destinação.

No primeiro capítulo – Contexto histórico à época de Jesus, o autor faz seus comentários sobre os missionários que vieram antes do Cristo, os motivos pelos quais Jesus encarna na Palestina.

Já no segundo capítulo – A rotina e a busca dos valores espirituais –utiliza-se de duas fontes, que descrevem o encontro de Jesus com Lázaro e suas irmãs Marta e Maria, na residência deles, que ficava em Betânia: Evangelho de Lucas –10:38-42 e Primícias do Reino (Divaldo Pereira Franco/Amélia Rodrigues) – cap. 16 – A família de Betânia.

Em primeiro lugar, Alessandro descreve o clima espiritual entre Jerusalém e Betânia e, após mencionar a saudação de Jesus: Paz se faça nesta casa, comenta da importância de todos nós, quando adentramos o lar dos nossos amigos, os nossos locais de trabalho trazer um sorriso na face que registrará nossa alegria de viver, impregnando o ambiente com nossa vibração de gratidão à vida, não nos permitindo que o pessimismo e a tristeza de alguns afetem nosso humor e emoção.

O capítulo terceiro – A plenitude dos ensinos de Jesus – é baseado no Evangelho de João – 4:1-42 e no livro Primícias do Reino – cap. 9 – A mulher da Samaria, onde está descrito o encontro de Jesus com a mulher samaritana, no poço de Jacó.

Por que os judeus odiavam os samaritanos? O autor esclarece que a origem dessa aversão está ligada a um acontecimento histórico. Quando os assírios empreenderam a frustrada tentativa de invasão a Jerusalém, recuaram para a região da Samaria, lá tendo se estabelecido, escravizando as crianças e os idosos e coabitaram com as mulheres, e, por conta dessa intromissão genética, os samaritanos, que não tiveram qualquer culpa, passaram e ser desprezados porque não tinham mais o sangue puro dos hebreus.

O livro avança com temas que nos levam à reflexão sobre a fé, às dificuldades da vida, aos benefícios da gratidão, à terapia da oração, ao arrependimento e renovação, às causas dos nossos sofrimentos, à humildade, às interferências espirituais, à luta interior, às armadilhas do ciúme.

Destacamos, como ponto alto do livro, o capítulo vinte, o último, que remete a uma reflexão primorosa sobre a importância da vinda de Jesus ao nosso planeta e as consequências dos Seus ensinamentos nas nossas vidas.

Inicia com texto do Espírito Camilo, do livro No rumo da Sublime Estrela, psicografia de Raul Teixeira – cap. 1 – Por que Jesus?, que prepara a argumentação que se seguirá ao longo de todo o capítulo.

Utiliza-se, ainda, o autor do cap. 1 do livro Pelos caminhos de Jesus, da psicografia de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Amélia Rodrigues.

Ressalta que Jesus nos apresentou o caminho, a diretriz comportamental segura para uma vida feliz pautada pelo sentido existencial consubstanciado na vivência ilimitada do amor e na busca do conhecimento… Pautado pela lógica e caminhando junto com a ciência, coube ao Espiritismo através de uma linguagem mais clara ampliando o conhecimento, apresentar Jesus como sendo o nosso modelo e guia.

E continua: Jesus, o celeste amigo, nos apresentou o caminho da verdadeira felicidade, nos fez uma proposta de um novo estilo de vida, mais fraterno e pacífico, mas cabe a nós a escolha e principalmente a execução diária desse novo roteiro, amando e servindo sem cessar.

O livro termina com a transcrição de frase de Amélia Rodrigues, da obra Pelos caminhos de Jesus: Perseguido, crucificado, após as infamantes traição e negação dos amigos frágeis, continua convidando-nos a segui-lO e amá-lO, única forma de se alcançar a plenitude.

Assine a versão impressa
Leia também