Jornal Mundo Espírita

Abril de 2017 Número 1593 Ano 85
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Inter-Regional Centro

maio/2010

Dois dias especiais…

Programa de expansão da Livraria Mundo Espírita

A surpresa da viagem ficou por conta da parada no posto de combustível do confrade Marcelo Ravanello, diretor doutrinário da 15ª URE. Na loja desse posto, considerado um dos que mais vendem óleo diesel no Sul do Brasil, bem como em outras 3 lojas, a FEP instalou um expositor para venda de seus produtos, sobretudo os do Momento Espírita e do programa Vida e Valores (CD, DVD e livros).

Esse é só o início de um programa que visa ampliar substancialmente os pontos de venda da Livraria Mundo Espírita, de modo a, com mais eficiência do que já se tem feito, podermos espalhar a mensagem do Cristo, com a simplicidade objetiva do Espiritismo, por onde seja possível.

É, sem dúvida, um acontecimento digno de destaque. E a boa notícia é que, no primeiro dia de atividade, já foram vendidos produtos para aqueles que abastecem seus automóveis no posto que fica logo à entrada do portal de União da Vitória, para quem vem da Lapa ou de São Mateus do Sul.

Congregando as Uniões Regionais Espíritas 12ª, com sede em Guarapuava, representada pelo confrade Luis Carlos Sauer; 14ª, com sede em Pato Branco, sob a presidência de Ubiratan Archetti; e a mais nova delas, a 15ª, sediada em União da Vitória e dirigida pelo irmão Marcelo D. S. de Mello, esta edição da Inter Centro foi realmente uma surpresa muito especial.

Desta feita, o acolhimento ficou sob a responsabilidade da equipe da 15ª URE, particularmente dos amigos de União da Vitória.

A delegação da Diretoria da FEP, composta por mais de 20 membros, saiu de Curitiba no sábado, 12 de abril, às 11h da manhã, e chegou a União da Vitória depois das 16h.

Vale mencionar que um dos principais objetivos das inter-regionais é o da aproximação entre a diretoria executiva da FEP e as URE, através dos dirigentes das Casas Espíritas, de modo que, cada vez mais, fortaleçamos os laços de união fraterna que devem permear as relações entre todos os lidadores de nossa seara.

Outro objetivo, não menos importante, é o da prestação de contas das ações doutrinárias e administrativas da diretoria, de tal forma que todos tenham uma ideia mais precisa e possam, inclusive, sentir-se estimulados a participar do processo.

Sábado, 10 de abril, à noite

Com a carinhosa e organizadíssima recepção oferecida pelos trabalhadores do departamento de eventos da 15ª URE, iniciamos, às 20h, o encontro com dirigentes de Centros Espíritas, URE e Diretoria Executiva da FEP.

A atividade foi conduzida pelo presidente Francisco Ferraz, com a seguinte pauta:

– apresentação do projeto “Sinfonia do Amor”, realização da Federação e produção do maestro e coordenador do setor de Artes da FEP, Plínio Oliveira;

– notícias a respeito do encontro entre hospitais espíritas de psiquiatria do Brasil realizado em Curitiba no dia 10 de abril, sob o patrocínio da Federação Espírita do Paraná, nas instalações do Hospital Bom Retiro. Nesse evento, os representantes de hospitais se dispuseram a debater e estabelecer consenso em torno de terapêutica espírita, que envolve grupos mediúnicos, atendimento espiritual e desobsessão, entre outras metodologias que encarem o indivíduo-paciente sob uma perspectiva transcendental;

– criação de um Conselho Editorial, tendo como diretor Carlos Augusto de São José; vice-diretor Sérgio Boschiroli; a Diretoria Executiva, Marcio da Cruz e Angelo de Paula como membros. A esse Conselho Editorial caberão algumas responsabilidades que vão desde a análise de materiais que serão publicados até planejamento de ações editoriais no campo doutrinário da FEP, de modo a estarmos sempre atentos às demandas do Movimento Espírita no que diga respeito às ações de natureza literária;

– Ato contínuo, palavra com o diretor administrativo e 2º vice-presidente Daniel Dallagnol. Ele destacou as realizações do Hospital Bom Retiro, que, ao longo desses meses últimos, continua passando por reformas importantes, ampliando seus serviços, otimizando o espaço. Daniel apresentou, nessa oportunidade, algumas imagens da conclusão da obra do Centro de Internamento, ou Centro de Emergência, concluída e inaugurada há poucos dias. Além disso, prestou conta do andamento das obras do Centro de Treinamento Lins de Vasconcellos, que parte para sua etapa final, com serviços de colocação de cerâmica, forro e portas nas alas destinadas aos dormitórios. Daniel concluiria a sua exposição enfatizando que a FEP está organizando, dentro do Hospital, um centro de pesquisas. Esse centro, em fase de reestruturação, através de um serviço de consultoria especializado, contratado no mercado, deverá servir como uma referência na catalogação de procedimentos, obedecendo-se aos imperativos dos protocolos formais de pesquisa estabelecidos por institutos oficiais. Outra frente de trabalho para o centro de pesquisas será o de apresentação de projetos que visem a obtenção de verbas públicas destinadas à implementação de programas específicos dentro desta unidade da FEP;

– Logo após, assumiu a palavra o 1º vice-presidente Luiz Henrique da Silva. Ele informou

que, há poucas semanas, a Diretoria Executiva constituiu um grupo estratégico para pensar ações fundamentalmente comerciais na FEP, composto pelos 3 diretores, além de Paulo David – gerente corporativo, Marco Negrão – gerente de marketing, Marcio da Cruz – assessor de gestão patrimonial e engenheiro civil e Luiz Eugênio Martins – empresário e confrade espírita.

Este grupo já debateu e estabeleceu alguns eixos sobre os quais irá trabalhar:

1. recuperação de dois imóveis (Hospital Bom Retiro e Av. Visconde de Guarapuava, em Curitiba) para que a FEP explore serviço de estacionamento, auferindo recursos para poder financiar as Conferências Estaduais, inclusive com vistas à ampliação desse trabalho no interior do Estado;

2. parceria comercial com as demais Federativas para venda dos produtos FEP mediante comissionamento;

3. parceria com a COPEL para que a FEP receba doações feitas pelos contribuintes, através das faturas de energia elétrica. Para tanto, está sendo deflagrada uma campanha. O futuro doador receberá uma correspondência com as principais orientações sobre os procedimentos básicos, que incluem a informação do número do contrato com a COPEL, de forma que se dê a autorização para débito em conta bancária. Com isso, a Federativa busca lastro financeiro para manter adequadamente as suas atividades de ação social, liberando recursos para mais amplos e fundamentais investimentos no campo doutrinário, o que se faz urgente nestes dias de grandes transformações.

O encontro de sábado foi finalizado com a apresentação das principais ações doutrinárias no período compreendido entre janeiro de 2009 e março de 2010.

Foram 20 minutos que nos permitiram constatar toda a pujança das Uniões Regionais, e dos Departamentos da Diretoria Executiva, em mais de 200 eventos que congregaram dezenas de milhares de pessoas em todo o Paraná.

Domingo, 11 de abril, pela manhã

Breve introdução, conduzida pelos presidentes da FEP e da 15ª URE, com a apresentação do projeto “Vila Esperança”, que a todos sensibilizou em função da grande transformação social empreendida pelos trabalhadores do Centro Espírita Amor e Caridade, de União da Vitória.

Durante mais de 10 anos, eles modificaram o panorama de uma vila habitada por pessoas com “baixa renda em dinheiro” e sem oferta de serviços de infraestrutura pública, tais como coleta e tratamento de esgoto e galerias pluviais.

Com doações de madeira e de mão de obra, entre outros benefícios, todas as residências foram substituídas e hoje constituem, com efeito, um espaço digno para que as famílias da vila sejam acolhidas e se desenvolvam.

Depois de compartilhada essa emocionante apresentação, todos os 139 participantes nos dividimos em 9 grupos, para os debates e orientação sobre atividades específicas dos importantes setores do Movimento Espírita, quais sejam:

Estudo da Doutrina Espírita

(Marcelo Garcia/Leonardo Augusto/Marcio da Cruz) com 23 pessoas.

Serviço Social

(Ilírio Kessler/Marco Negrão) com 16 pessoas.

Expansão do Movimento Espírita

(Paulo C. de Melo, o “Bagé”) com 4 pessoas.

Estudo da Mediunidade

(Danilo Luz/César Kloss) com 33 pessoas.

Orientação à Infância e Juventude

(Tatyanna Moraes/Beth Bianco e Nelson Silva/Diogo Scheleder) com 26 pessoas.

Área Administrativa e Institucional

(Francisco Ferraz/Luiz Henrique/Reginaldo Araújo) com 5 pessoas.

Atendimento Espiritual

(Amélia C. Gomes) com 16 pessoas.

Unificação

(José V. Góes/Daniel Dallagnol) com 7 pessoas.

Comunicação Social Espírita

(Maria H. Marcon/Mary Ishiyama) com 9 pessoas.

A equipe da FEP, portanto, se fez presente com 25 membros, que se dividiram nos setores de trabalho para apresentarem propostas e ouvirem os diversos trabalhadores da URE e das Casas da Inter-regional.

Foram momentos de alegria, revitalização do entusiasmo e intercâmbio de informações importantes para esses dias de muitos desafios que vivenciaremos em nosso Movimento Espírita, sobretudo com a popularização do Espiritismo através dos canais midiáticos.

Numa viagem tranquila, retornamos a Curitiba, chegando por volta de 19h, com os corações cheios de esperança e com as mentes focadas na extensa agenda que nos aguarda neste ano de intenso trabalho.

Assine a versão impressa
Leia também