Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Homenagem tradutória a Chico Xavier

julho/2013 - Por Enrique Eliseo Baldovino

Chico Xavier: seu Cândido nome foi e é sinônimo de fidelidade ao dever; sua vida é um grande exemplo de disciplina, humildade, solidariedade e compromisso no bem. Enfrentou e venceu ingentes lutas, desafios, perseguições e testemunhos desde a sua infância – que foi muito árdua e sacrificada –, e nos legou toda uma existência dedicada à prática do amor ao próximo, caridade vivenciada com o seu comportamento digno e com sua elevada conduta cristã-espírita.

A obra psicográfica de “O Mineiro do Século XX” e de um dos “Maiores Brasileiros de todos os Tempos” atinge a extraordinária produção de 412 livros psicografados. Francisco Cândido Xavier conquistou o mediumato,(1)isto é, cumpriu fielmente a sua missão providencial como médium, sendo uma segura referência mundial no campo da luminosa mediunidade espírita, como grande antena parapsíquica, amparado pelas sábias orientações de Emmanuel, seu venerando Guia Espiritual.

Livros de Francisco Cândido Xavier em espanhol

Para homenagear a Chico Xavier pelo seu grande legado, nós, como tradutor, somente poderíamos fazê-lo através a nossa modesta atividade doutrinária: a tradução de livros espíritas, como irmão de outras terras que somos. Tivemos a grande honra de traduzir, do português para o espanhol, os excelentes Livros intitulados: Caminho, Verdade e Vida (Camino, Verdad y Vida: EDICEI, 2010), (2) e Pão Nosso (Pan Nuestro: EDICEI, 2010),(3)ditados pelo Espírito Emmanuel, através das mãos abençoadas do notável médium mineiro, sendo ambos os volumes lançados no 3º Congresso Espírita Brasileiro, realizado pela FEB em Brasília, de 16 a 18 de abril de 2010, em homenagem ao Centenário de Nascimento de Francisco Cândido Xavier (1910-2002).

Caminho, Verdade e Vida e Pão Nosso são obras compostas, cada uma, por nada menos que 180 capítulos, precedidos esses por várias citações do Novo Testamento, cujos versículos são comentados de forma magistral por Emmanuel, o qual aborda desde o Mundo Maior o verdadeiro sentido espiritual dos mesmos, extraindo a essência profunda e imortal do Evangelho do Cristo.

Traduções e longas pesquisas

Cada uma das referidas versões castelhanas levou-nos 6 meses de tradução demorada, fazendo longas pesquisas nos originais e nas diversas versões do Novo Testamento.

Emmanuel é um Espírito muito sábio, que deve ser traduzido com grande reflexão, cuidado e meditação, porque possui um enorme cabedal de conhecimentos e vivências, um estilo próprio e inconfundível, e uma erudição exarada em cada frase profunda da sua lavra evangélico-doutrinária. Portanto, ficamos um ano nos debruçando nessas pérolas do Espiritismo, ainda não totalmente devassadas.

65 anos de Caminho, Verdade e Vida

Com muita sabedoria disse Jesus: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. (João, 14:6.)

 

A Obra Caminho, Verdade e Vida foi publicada em 1948, isto é, há exatamente 65 anos, sendo muito utilizada pelos espíritas e não espíritas, em geral, principalmente pelos primeiros, no Evangelho no Lar, nas leituras de início das reuniões públicas dos Centros Espíritas, no começo das reuniões mediúnicas – como leitura preparatória do ambiente –, nas pesquisas doutrinárias sobre as interpretações evangélicas dos versículos do Novo Testamento, no Estudo Sistematizado do Evangelho de Jesus à luz do Espiritismo, nas palestras públicas das Casas Espíritas etc. Obra mediúnica que, nos anos posteriores, integrará a formosa Coleção Fonte Viva.

A preciosa Coleção Fonte Viva

A Coleção Fonte Viva – Comentários Evangélicos, é composta pelos seguintes títulos – também editados pela FEB –, que foram aparecendo oportunamente e que citamos a seguir por ordem de lançamento, após a publicação de Caminho, Verdade e Vida (1948), que inaugurou a Coleção mencionada: Pão Nosso (1950), Vinha de Luz (1952), Fonte Viva (1956) e Ceifa de Luz (1978, tendo esse último volume sessenta e cinco capítulos), os quais seguem a mesma disposição já mencionada, isto é, refletindo as lúcidas considerações evangélicas de muitas passagens da Boa Nova do Cristo (nada menos que 785 versículos analisados na referida Coleção), à luz da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec.

Na mencionada Coleção Fonte Viva, os comentários do Espírito Emmanuel atingem patamares de excelência e, com a sua inconfundível sabedoria, nos conduzem ao claro entendimento das imorredouras lições de Jesus. Dessa excelência, também é partícipe o prestigioso médium Chico Xavier, qual instrumento altamente afinado, que permite a execução da belíssima melodia da mensagem espiritista.

Índice antroponímico e Registro histórico-geográfico

Também, a título de homenagem tradutória, da nossa parte, elaboramos, no fim das mencionadas traduções, um Índice Antroponímico (mais de uma centena de nomes próprios, por ordem alfabética) e um Registro histórico-geográfico (das cidades, regiões, países etc., citados em CVV: Caminho, Verdade e Vida, e em PN: Pão Nosso), com o objetivo de facilitar a localização de todas as personagens evangélicas que aparecem nas obras, bem como dos profundos ensinos que cada uma delas impregna em nossas almas. E esses ensinos são realmente muitos…

No mesmo estilo do Índice Final do original febiano de Fonte Viva, incluímos, também no fim das nossas versões castelhanas, uma Indicação, por ordem alfabética, dos Livros Bíblicos citados em CVV e em PN, e um Índice de capítulos e versículos do Novo Testamento (NT), analisados em CVV e em PN, registrando por ordem numérica crescente todos os capítulos e versículos do NT, estudados pelo Espírito Emmanuel, e do lado dos mesmos colocamos os números dos capítulos e das páginas de Caminho, Verdade e Vida e de Pão Nosso, para que o leitor encontre facilmente as referências evangélicas e os diversos comentários doutrinários. A edição gráfica de ambos os livros traduzidos é da EDICEI – Editora do Conselho Espírita Internacional (2010).

Os “netos” de Chico Xavier

Finalmente, lembramos uma emotiva passagem biográfica do nosso querido médium Francisco Cândido Xavier, quando em determinada ocasião, após uma conversa com um conhecido seu que há muitos anos não via, esse lhe recriminou, injustamente, que  Chico ficara solteiro, sem posses, sem filhos, sem netos e do mesmo jeito que a última vez o havia visto há décadas. Chico, na sua sensibilidade, ficou um pouco triste com as ásperas e duras colocações do seu interlocutor, já que esse comprara apartamentos, terras, carros, e era pai de vários filhos e avô de muitos netos.

Horas depois, quando o Benfeitor Emmanuel perguntou ao Chico a razão da sua tristeza, o médium expôs a conversa com a pessoa que não via desde a juventude, mas Emmanuel, na sua sabedoria, levou o próprio Chico a meditar que, no seu elevado compromisso, ele esposara a Doutrina Espírita, cujos filhos eram seus livros mediúnicos e cujos netos eram as diversas traduções das suas obras para os vários idiomas da Terra…

Preito de gratidão

Com as versões acima referidas, temos a alta honra de oferecer o nosso simples tributo tradutório à belíssima Vida e Obra de Chico Xavier, como preito de gratidão a um dos grandes Apóstolos da Mediunidade com Jesus de todos os tempos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

(1) KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. Trad. Guillon Ribeiro. 62ª ed. Cap. XXXII – Vocabulário espírita, verbete: mediumato, p. 487. Brasília: FEB, 1996.

(2) XAVIER, Francisco Cândido. Camino, Verdad y Vida. Por el Espíritu Emmanuel. Traduzido do português para o espanhol por Enrique Eliseo Baldovino, com prólogo, índice antroponímico e registro histórico-geográfico de CVV e do Novo Testamento, elaborados pelo tradutor. 1ª ed. Brasília: EDICEI, 2010.

(3) ________. Pan Nuestro. Por el Espíritu Emmanuel. Tradução do português para o castelhano de Enrique E. Baldovino, com prólogo, índice antroponímico e registro histórico-geográfico de PN e do Novo Testamento, elaborados pelo tradutor. 1ª ed. Brasília: EDICEI, 2010.

Assine a versão impressa
Leia também