Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

Guarapuava sedia encontro Inter-Regional Centro

julho/2007 - Por José Virgílio Goes

Encontros Inter-Regionais têm sido  programados anualmente, pela Federação Espírita do Paraná – FEP, visando  a integração das Uniões Regionais Espíritas – UREs,  consoante as características e peculiaridades de regiões limítrofes, objetivando o  fortalecimento do Movimento Espírita, no Estado do Paraná.

Em curso o novo ciclo das Inter-Regionais, a FEP promoveu, nos dias 19 e 20 de maio, a Reunião da Inter-Regional Centro – de conformidade com o Calendário estabelecido pelo seu Conselho Federativo Estadual –  desta vez tendo como local a acolhedora cidade de   Guarapuava, sede da 12ª URE –  uma vez que esta, juntamente com a 2ª URE, cuja sede é  Ponta Grossa, integra a Inter-Regional Centro.

Na oportunidade, 42 Casas Espíritas filiadas e não filiadas – cadastradas nas duas Uniões Regionais Espíritas, foram convidadas a comparecer.

A Equipe da FEP esteve composta dos  seguintes Diretores: Maria  Helena Marcon, Presidente da FEP; seus dois Vices-Presidentes, Francisco Ferraz Batista e  Luiz Henrique da Silva; José Virgílio Góes, Diretor do Departamento de Unificação e de Expansão do Movimento Espírita; Marco Antônio Negrão, Diretor do Departamento do Serviço Assistencial Espírita; Tatyanna Braga de Moraes, Coordenadora do Setor de Infância do Departamento de Infância e Juventude.

No dia 19, sábado, de conformidade com a solicitação das lideranças,  às 20 horas, teve início a Reunião Informal com equipes de ambas as UREs, Presidentes e/ou Representantes das Casas Espíritas que integram a Inter-Regional Centro,  no confortável auditório da Sociedade Espírita Jesus e Verdade.

Maria Helena Marcon, ao abrir a Reunião, deixou  bem claro que o Movimento Espírita do Paraná e o seu Trabalho de Unificação, é a soma do esforço de todos: da Federação, das Uniões Regionais e das Sociedades Espíritas,  objetivando vivenciar e difundir a Doutrina Espírita na sua lídima expressão de Consolador.

A primeira parte do Encontro foi de fundamental importância. Quer pelas exposições e informações relativas ao trabalho federativo trazidas e repassadas pelos membros da Diretoria Executiva da FEP, quer pelo interesse e participação das lideranças presentes. Também pelas reflexões a que foram todos levados diante das narrativas do companheiro Góes, condutor da atividade noturna,  acerca das dificuldades do trabalho nas lides espiritistas, especialmente quando se trata do Trabalho de Unificação. Falou da sua experiência nesse campo e destacou alguns fatos ocorridos consigo, quando, por força de seu vínculo com o Exército Brasileiro, residiu em vários Estados; sendo que no Estado do Amazonas, pôde colher valiosa experiência e bons exemplos.

Ao início de sua palavra, leu a Mensagem que se segue, por considerá-la norteadora das  atividades do seu Departamento:

–  “Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste Aprisco. Também Me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um Rebanho e um Pastor.”  – Jesus  ( João 10:11 a 16).

Ao encerramento, todas as Casas Espíritas foram presenteadas com um exemplar do novo opúsculo “Orientação ao Centro Espírita” que, totalmente revisto e atualizado, teve sua nova edição lançada por ocasião do 2º Congresso Espírita Brasileiro, realizado  de 13 a 15 de abril passado, em Brasília, comemorativamente aos 150 Anos de O Livro dos Espíritos.

Na manhã fria do domingo, 20, nas amplas dependências do  Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CEDETEG) – deu-se a aguardada Reunião da Inter-Regional Centro.

Verificou-se o grande interesse e a efetiva participação dos presentes ao evento.A abertura, coordenada pela Presidente, se deu com o Seminário Geral: O Livro dos Espíritos: os pilares da ação espírita (harmonia, homogeneidade, coesão).

Na seqüência, foram instalados os Seminários Setoriais: Área Administrativa/Institucional – “Administrando com harmonia” (a cargo de Luiz Henrique da Silva e Francisco Ferraz Batista); Área Doutrinária/Difusão – “Conhecer Kardec para viver como Espírita”  (sob a responsabilidade  de Maria Helena Marcon); Área de Infância e Juventude – “Evangelização: desafio de todos, somatório de esforços” (Coordenado por Tatyanna Braga de Moraes)  e, por fim, a  Área do Serviço Assistencial Espírita – “Caridade… Que buscais?”(tendo como seu responsável, Marco Antônio Negrão).

Aqueles companheiros das lides espiritistas  que participaram dos Seminários, consoante os interesses de cada Casa Espírita  presente, realmente mostraram “a que vieram” e “o que buscavam…”. Encontraram, com certeza,  os recursos necessários, capazes de fortalecer sempre mais os pilares indispensáveis  para uma nobre e grandiosa ação espírita. Preocupação primeira do Movimento Espírita, como um todo.

Ao encerramento, como de hábito, não faltou a conversa, a troca de idéias e de experiências, num clima de muita harmonia e de verdadeira fraternidade, em que todos os participantes se envolveram, já com a atenção voltada para o almoço – preparado pelo Restaurante da Universidade  (anexo ao local das atividades),  cujo aroma, já de longe se fazia sentir. Um dos fatos que chamou  atenção, foi a presença de uma “Roda de Chimarrão” –  bem no estilo gaúcho –  antecedendo o  almoço, para “matar o frio”, segundo os companheiros que dele se serviam.

Por uma questão de gratidão e de justiça, não podemos  deixar de cumprimentar e agradecer o pessoal da URE  sede do Evento, ao tempo em que louvamos a excelência do apoio logístico apresentado, fatores naturalmente indispensáveis ao sucesso alcançado, louvando-se o empenho de Luiz Carlos Sauer, Presidente da 12ª. URE, Luis Maurício de Resende, Presidente da 2ª. URE e Marcelo Domício Scaramella Mello, Coordenador da Sub-Regional 2ª. URE.

 

Assine a versão impressa
Leia também