Jornal Mundo Espírita

Janeiro de 2020 Número 1626 Ano 87

Formação Continuada – Inter-Regional 2019

janeiro/2020

Com a proposta de promover a Formação Continuada de Evangelizadores de Infância e Juventude, foram desenvolvidas atividades específicas pela área, ao ensejo da realização das Inter-Regionais.

Destacamos alguns dos textos que serviram de ponto de partida para as análises e reflexões dos grupos.

 Infância e Juventude

 Os grandes desafios que as crianças e jovens enfrentam na atualidade são os lares descomprometidos com a educação e respeito, com os segmentos sociais imediatistas e preocupados mais com o utilitarismo do que com a realidade do ser espiritual que todos somos, os veículos de comunicação de massa que conspiram contra os ideais de beleza e de dignificação humana, a agressividade e a violência, a permissividade e todos esses fatores que se converteram em institutos de perversão e de abandono dos valores éticos.1

O trecho ensejou reflexões acerca da evangelização como forma de auxílio à criança e ao jovem, assim como às famílias, para que possam observar com maior criticidade o meio social onde estão inseridos, buscar elementos para discernir o que lhes é impróprio, ajudá-los a se posicionarem junto aos grupos com os quais convivem, sabendo dizer não, quando necessário; enxergarem-se como Espíritos imortais que precisam valorizar o que é realmente importante para o seu progresso espiritual, deixando de lado a visão materialista e imediatista proposta pela sociedade atual.

Evangelização

 Nestes anos de transição que nos separam do novo milênio terrestre, é imprescindível abracemos, com empenho e afinco, a tarefa de evangelização junto às almas infantojuvenis, tão carentes de amor e sabedoria, porém, receptivas e propícias aos novos ensinamentos. E isto com a mesma ansiedade e presteza com que o agricultor cedo acorda para o arroteamento do solo, preparando a sementeira de suas esperanças para abundantes meses da colheita pretendida.2

A advertência do Espírito Bezerra de Menezes se constituiu em reprisado alerta para a urgência da tarefa de evangelizar as almas tão carentes de amor e sabedoria. São os Espíritos da nova geração que aportam no orbe terrestre trazendo uma grande soma de conhecimentos, mas que carecem imensamente serem acolhidos, amados, respeitados e auxiliados com os ensinamentos espíritas para que desenvolvam sabedoria no pensar, no falar e no agir.

Os evangelizadores são os agricultores preparando a sementeira frente ao porvir, almejando uma colheita farta em um mundo melhor. E essas sementes que lhes chegam às mãos necessitam de um cuidado muito especial para que possam frutificar num futuro muito próximo.

Evangelizador

 (…) Trabalhadores da última hora, sois herdeiros da oportunidade feliz para reparardes o passado mediante a construção do porvir.

Não é o acaso que vos reúne no campo da ação espírita-cristã. Tendes compromisso com o pensamento de Jesus, que adulterastes anteriormente e que aplicastes em favor de interesses mesquinhos quão perturbadores. Renascestes para vos liberardes do ontem pernicioso mediante o presente rico de amor e de bênçãos.3

Alerta claro e direto quanto à oportunidade ímpar de que desfrutam os que abraçam a tarefa da evangelização. São os compromissos de um passado equivocado que a misericórdia divina  possibilita o reajustamento, através do trabalho.

Não desertar da tarefa, realizá-la com zelo, afinco, dedicação e muito amor, superando dificuldades e obstáculos que possam se apresentar, eis o chamado sublime, como possibilidade de reparação de um passado equivocado, construindo possibilidades felizes  para si mesmo e para o próximo.

Os Espíritas Verdadeiros

Somente um número algo reduzido de estudiosos e investigadores [do Espiritismo] assume a postura de trabalhar em sua divulgação, ampliando os horizontes terrestres para propiciar-lhes a felicidade através da renovação moral de seus membros. São esses os espíritas verdadeiros ou espíritas cristãos, pela sua aceitação e prática do código moral estatuído por Jesus.4

O Espírito Vianna de Carvalho reforça o entendimento de que somente através do trabalho na divulgação do Espiritismo, refletindo as verdades espirituais trazidas por Jesus, é que se forjam os verdadeiros espíritas.

Não apenas conhecedores de um corpo doutrinário, mas fiéis servidores que buscam vivenciar a mensagem de Jesus e se rejubilam ao repartir o pão do banquete espiritual que lhes é oferecido.

 

Referências:

1 Dusi, Miriam M. (Coord.). Sublime sementeira: Evangelização Espírita Infantojuvenil. Brasília: FEB, 2015. q. 3, p. 52.

2 ____. Op. cit.  q. 1, p. 152.

3 ____. Op. cit. q. 12, p. 41.

4 FRANCO, Divaldo Pereira. Espiritismo e Vida. Pelo Espírito Vianna de Carvalho. Salvador: LEAL, 2009. cap. 6.

Assine a versão impressa
Leia também