Jornal Mundo Espírita

Maio de 2019 Número 1618 Ano 87

Floresça!

maio/2019 - Por Cezar Braga Said

O que a vida te convida há muito tempo a fazer é florescer!

Florescer significa desabrochar, deixar de ser botão, promessa, latência, potência e se tornar quem você pode e precisa ser.

O florescimento é algo belo, útil, importante, pois representa a realização de uma gestação, o parto de um tempo bom, das coisas lindas que você possui e não se dá conta.

É uma mudança no modo de se ver, enxergando a vida com lentes cheias de sensibilidade e graça!

É abrir a caixa de lápis de cor e dispor das cores que sempre estiveram lá, mas nunca foram usadas.

É poder pintar com tintas alegres e vivas a própria vida, escolhendo novas estradas e destinos.

É redesenhar modos de pensar e agir, deixando fluir de dentro para fora as heranças divinas a que se refere Paulo em sua Carta aos Romanos (8:27).

É despedir-se do perfeccionismo para investir na perfectibilidade.

É deixar de se exigir tanto e aprender a se amar, se querer, tornar-se amigo de si mesmo.

É poder ser protagonista de suas escolhas, assumindo os riscos e as possibilidades de quem toma as rédeas da própria existência.

É crer num jardim interno que precisa ser cultivado com carinho e dedicação.

Florescer nos faz perder a ingenuidade, não a inocência; o medo, não a prudência.

É acordar o que estava dormindo, recordar o que estava esquecido, tocar o que estava distante, dizer o que não foi dito, viver o que não foi vivido.

É perder o pessimismo, não o senso de realidade; o apego, não a capacidade de amar.

É permitir o nascer de um novo sol capaz de dissipar as nuvens da incerteza e da insegurança.

Florescer é um abrir mão das ilusões, nunca das esperanças…

Floresça!!!

Assine a versão impressa
Leia também