Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

FEP recebe troféu Você e a Paz das mãos de Divaldo Pereira Franco

outubro/2013 - Por Enrique Eliseo Baldovino

A Federação Espírita do Paraná – FEP, através do seu Presidente, Luiz Henrique da Silva, recebeu das mãos do educador, médium e orador espírita, Divaldo Pereira Franco, o troféu Tú y la Paz (Você e a Paz), no dia 15 de setembro de 2013, em Asunción, Paraguay.

O magno evento aconteceu no 2º Congresso Espírita Sul-americano, realizado de 13 a 15 de setembro, promovido pela Federación Espírita del Paraguay (FEPAR), e pelo Conselho Espírita Internacional (Coordenadoria da América do Sul) – CEI.

A FEP recebeu o troféu (ver foto), na categoria Instituição que viabiliza através dos recursos, sendo que Eduardo dos Santos, da Federación Espírita Uruguaya – FEU, entregou a Menção de Honra ao Presidente da FEP, em forma de diploma de reconhecimento.

Homenagem a FEP pelos 111 anos de fundação

O 7º Movimento Tú y la Paz, do Paraguai, homenageou a FEP pelos serviços prestados à comunidade em geral, durante seus 111 anos de vida institucional, destacando sobremaneira sua divulgação do Espiritismo e seu amplo trabalho de promoção humana e assistência social, através dos diversos setores de serviço no bem: Hospital Espírita de Psiquiatria Bom Retiro, Centro de Educação Infantil Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, Escola Profissional Maria Ruth Junqueira, Centro de Educação Infantil Mariinha, Fundação Hildebrando de Araújo, Centro de Educação Infantil Josefina Rocha etc.

Outras importantes tarefas doutrinárias lembradas pela FEPAR, para entrega desse prêmio à FEP, foram as Conferências Estaduais Espíritas, promovidas, anualmente, sendo consideradas pela organização do  7º Movimento como um dos Encontros Espíritas mais importantes do Brasil e do mundo, reunindo mais de quarenta mil pessoas a cada realização e conferencistas de renome nacional e internacional, promovendo, ademais, a união e a unificação dos espíritas, por meio do apoio às vinte Uniões Regionais Espírita – UREs, espalhadas pelo Estado.

Outras Instituições e pessoas premiadas

Além da FEP, outras importantes Instituições e pessoas foram homenageadas pelo 7º Movimento Tú y la Paz:

a Federação Espírita Brasileira – FEB, através do seu Presidente Antonio Cesar Perri de Carvalho, na categoria: Instituição que viabiliza através dos recursos; a confreira Nivalda Stefffens, pelos 25 anos de dedicação e trabalho na Equipe do Livro Espírita que acompanha Divaldo Franco pelo mundo, na categoria: Personalidade física que se doa; a ONG Camino a la Casita, Centro Educativo Integral, da Argentina, na categoria: Instituição que realiza; o casal Terezinha e Miguel de Jesus Sardano, pelo trabalho social e educativo na creche Amélia Rodrigues, em Santo André/SP, na categoria: Família que semeia a Paz; a Fundação Remanso de Amor, da Colômbia, através do seu Presidente Jorge Berrío, na categoria: Instituição que realiza; o casal Irandi e João Araújo, da Mansão do Caminho, em Salvador, na categoria: Família que semeia a Paz, e o confrade argentino Gustavo Martínez, tradutor da Codificação Kardequiana para o espanhol, na categoria: Personalidade física que se doa.

2º Congresso Espírita Sul-americano

O 2º Congresso Espírita Sul-americano, cujo tema central foi O Evangelho na construção do homem de Bem, em homenagem ao Sesquicentenário de O Evangelho segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, reuniu em Asunción expositores de oito países e um público de dez pátrias da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

As conferências de abertura e de encerramento foram realizadas magistralmente pelo orador baiano Divaldo Franco, assim como o seminário Triunfo Pessoal. Participaram, como palestrantes, dezoito expositores sul-americanos, cujos temas foram expostos com qualidade, causando vivo interesse no público presente:

Argentina: Gustavo Martínez (Aprendendo a perdoar); Bolívia: Eduardo Nanni (Lei de Justiça, Amor e Caridade); Brasil: Antonio Perri de Carvalho (Os bons espíritas); Luiz Henrique da Silva ( Funções do sofrimento); Maria Túlia Bertoni ( O homem de bem e o conhecimento de si mesmo); Luíza Leontina (A fé e os seus efeitos); Helena Bertoldo (O homem de bem e a responsabilidade moral); Simoni Privato (O homem de bem e a caridade), e Enrique Baldovino (O Evangelho de Jesus e seus 12 Apóstolos); Chile: Odette Letelier (Construindo a benevolência); Colômbia: Fabio Villarraga (Cuidar do corpo e do Espírito); Jorge Berrío (O amor e a transformação integral do ser humano), e John Rhenalds (A Doutrina Espírita e o sentido da vida);  Paraguai: Milciades Lezcano (As bênçãos do altruísmo e da caridade); Gloria de Insfrán (A Misericórdia Divina: a reencarnação), e Nelson Lezcano (Vivência da felicidade); Uruguai: Eduardo dos Santos (O dever: lei da vida); Venezuela: José Vásquez (O homem de bem perante as leis da Natureza).

Palestra do Presidente da FEP

Abordando com propriedade o tema Funções do sofrimento, o Presidente da FEP, Luiz Henrique da Silva, destacou a necessidade de formar equipes de trabalho em todos os setores do labor espírita, planejando devidamente as ações a serem encetadas, a fim de colocar em prática, com segurança, o projeto maior, em prol da divulgação do Espiritismo, o Consolador prometido por Jesus.

Comparando a Doutrina Espírita a um sólido edifício, o expositor colocou a Deus como Autor desse Projeto Divino, ao Mestre Jesus como Arquiteto do mesmo, aos Espíritos Superiores no ensino das bases doutrinárias e a Kardec e seus continuadores como especialistas na construção e manutenção do edifício doutrinário.

Foi lembrada a necessidade de constante avaliação das equipes de trabalho, em todas as fases, aproveitando os recursos humanos, preparados adredemente para o bom desenvolvimento das respectivas tarefas. Dando-nos Deus as bênçãos do trabalho na Casa Espírita, não se justificam as queixas que os desavisados lidadores humanos cultuam constantemente, retardando a construção do mencionado edifício. Aí aparece o sofrimento, a fim de que esses possam corrigir o rumo e encontrar o justo estímulo para prosseguir no andamento do projeto. O palestrante encerrou sua oportuna fala alertando acerca do apercebimento da doença que nos impede de colaborar, a fim de começarmos o devido tratamento, na busca do hospital das almas que nos ajudará a recuperar a saúde para prosseguir com o nosso aporte de qualidade em prol da firme construção do edifício espiritual.

Reunião do CEI

Antes do 2º Congresso Sul-americano, foi realizada em Asunción, com a presença de diversos países, a 5ª reunião do CEI da América do Sul, com o tema: Pela unificação doutrinária com Trabalho, Solidariedade e Tolerância.

Os participantes dividiram-se em sete setores ou áreas de atuação (Gestão do Centro Espírita, Divulgação doutrinária, Mediunidade, Atendimento Espiritual, Área de Infância e Juventude etc.), promovendo-se assim a capacitação dos dirigentes e dos trabalhadores espíritas sul-americanos.

Encerramento

O Congresso encerrou-se com a conferência de Divaldo Pereira Franco, intitulada: O Evangelho para a pacificação interna do ser, ocasião na qual ressaltou as seis propostas da UNESCO para que haja Paz na Terra, começando na intimidade de cada um de nós:

1) Onde estivermos, preservemos a Paz;

2) Não aceitemos a violência;

3) Sejamos generosos;

4) Aprendamos a escutar para compreender;

5) Amemos o planeta;

6) Redescubramos a solidariedade.

Durante todo o evento foram apresentados vários números artísticos, que elevaram ainda mais o clima espiritual do ambiente e dos congressistas.

Assine a versão impressa
Leia também