Jornal Mundo Espírita

Maio de 2020 Número 1630 Ano 88

Exposição O Semeador de Estrelas em Brasília

dezembro/2014 - Por Júlio Zacarchenco

Na manhã de 7 de novembro,  na sede da FEB,  ocorreu a abertura da exposição  sobre a vida e obra do médium espírita Divaldo Pereira Franco. Estiveram presentes cerca de quatrocentas pessoas: representantes do movimento espírita de todos os Estados, de diversas cidades brasileiras e de outros países.

A mestre de cerimônia discorreu brevemente sobre a extraordinária vida e obra de Divaldo, destacando a sua impoluta conduta como homem e cidadão, ao longo de seus 87 anos de existência, sua trajetória exemplar, de profunda renúncia e abnegação, dentro do Espiritismo, seja na atuação mediúnica, como também, na área da divulgação doutrinária.

Antonio César Perri de Carvalho, presidente da instituição, fez a abertura oficial do evento e ressaltou a gigante e permanente colaboração de Divaldo àquela entidade federativa; a projeção e repercussão nacional e internacional de seu hercúleo trabalho de missionário do amor, da verdade e da paz, sempre divulgando a mensagem do Cristo.

Divaldo, convidado à palavra, expôs, sensibilizado, a sua imensa gratidão à FEB, aos amigos granjeados ao longo de sua existência; também aos seus inimigos, que, segundo ele, o auxiliaram no seu trabalho de evolução.

Manifestou seu constrangimento íntimo ante tal homenagem, vez que se sentia imerecedor dessa honraria, fazendo questão de destacar o quão longe ainda se encontrava do cristão ideal, que tanto almejava e se esforçava por ser, e pedindo escusas por equívocos que pudesse ter cometido na sua tarefa espírita, emocionando a todos os presentes, pela legítima demonstração de humildade cristã.

Como de costume, Divaldo transferiu a homenagem a Jesus, a Kardec, ao Espiritismo, aos benfeitores espirituais e a todos os companheiros de trabalho espírita. Antes de ser encerrada a cerimônia, Divaldo descerrou um lindo painel com a imagem de sua benfeitora espiritual Joanna de Ângelis.

Em seguida, foi iniciada a visitação à exposição, que contém diversos painéis contando a vida e a obra de Divaldo, além de títulos honoríficos, comendas, medalhas, recebidos ao longo de sua existência.

A exposição foi baseada  na obra O Semeador de Estrelas, de Suely Caldas Schubert, e espalha-se por vários espaços do complexo que compreende a sede da FEB, em Brasília, permanecendo aberta ao público para visitação.

Ainda nessa manhã, Divaldo participou da abertura da reunião ordinária do CFN.

Foto: Jorge Moehlecke

 

Assine a versão impressa
Leia também