Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Exposição Chico Xavier na FEB – Rio de Janeiro

julho/2014

A exposição reúne trinta e cinco  telas a óleo do artista plástico Napoleão Figueiredo, sobre personagens e fatos marcantes da vida do médium mineiro Francisco Cândido Xavier (1910-2002), desde sua infância em Pedro Leopoldo (MG) até suas históricas participações no programa jornalístico Pinga-Fogo, da extinta TV Tupi, em 1971, que serviram de base para o filme biográfico sobre o médium, dirigido por Daniel Filho, em 2010.

Os trabalhos de Figueiredo foram baseados em relatos de testemunhas oculares, retratos e outras fontes históricas, organizadas cuidadosamente pelo pesquisador e curador da Exposição, Oceano Vieira de Melo, que há mais de vinte anos estuda a vida e a obra desse médium espírita.

Paralelamente à exposição Chico Xavier, o Instituto Canuto Abreu, em parceria com a FEB, expõe no mesmo espaço uma série de documentos históricos, reunidos pelo intelectual espírita Silvino Canuto Abreu (1892-1980), incluindo uma réplica de uma carta em que o filósofo e educador francês Allan Kardec (1804-1869), o Codificador da Doutrina Espírita, solicita permissão ao Prefeito de Paris para fundar a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, o primeiro centro espírita do mundo, e mensagens do Espírito Emmanuel, psicografadas por Chico Xavier em 1948, 1952 e 1958.

Com entrada gratuita, as duas exposições ocorrem de 10 de junho a 10 de setembro de 2014, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

FEB/Brasília.

Assine a versão impressa
Leia também