Jornal Mundo Espírita

Junho de 2019 Número 1619 Ano 87

Encontro Estadual de Evangelizadores da Infância

janeiro/2015 - Por Tatyanna Braga de Moraes

Nos dias 15 e 16 de novembro de 2014, o Recanto Lins de Vasconcellos, em Balsa Nova, recebeu cento e setenta e um evangelizadores, representando dezenove Uniões Regionais Espíritas – UREs, do Estado do Paraná, além de convidadas do Rio Grande do Sul e São Paulo para,  juntamente com a Equipe do DIJ/FEP construírem o 5º Encontro, que teve como tema Garantindo a qualidade da colheita.

A coordenação dos estudos esteve sob a responsabilidade de Sandra Borba Pereira, de Natal, Rio Grande do Norte e Miriam Masotti Dusi, da Área de Infância da Federação Espírita Brasileira – FEB.

Na abertura, a emoção tomou conta de todos quando, ao som de violinos, crianças adentraram o salão, como pequenos jardineiros a dar boas vindas e ressaltar a importância da nobre tarefa da evangelização.

A prece de abertura foi proferida por Adriano Lino Greca, 1º vice-presidente da FEP e, em seguida, Luiz Henrique da Silva, presidente da FEP, teceu considerações a respeito do investimento que a FEP vem realizando na Qualificação do Evangelizador de Infância, ao longo dos anos, com destaque para o início dos Encontros Estaduais, em 2006. Lembrou que Sandra foi sempre a coordenadora e, agradecendo a presença de todos, desejou êxito total ao evento.

Miriam discorreu e apresentou material sobre os 100 anos da Evangelização Infantil, recordando o trabalho dos pioneiros, dos primeiros semeadores, operosos e diligentes.  Falou sobre a Campanha Permanente da Evangelização e sua nobre função de alcançar os corações infanto-juvenis.

O Encontro compreendeu a realização de quatro oficinas, sob a coordenação de Sandra e Miriam, além das coordenadoras do DIJ/FEP, Elisângela Dias de Toledo e Marli Bratfish.

Na modalidade estabelecida, todos,  em sistema de rodízio, participaram das abordagens: Qualidade Administrativa, Qualidade Metodológica, Qualidade Doutrinária e Qualidade Relacional.

Os participantes foram brindados com momentos musicais, ao longo do Encontro, nas belas vozes de Cristina Prevedel Pereira, Maria dos Santos e Elisângela Toledo, e também com o som de flauta, executada pelo jovem Henrique Pavanelli, que parecia ecoar por todo o Recanto, arrebatando as almas com suave melodia.

Marcus Azuma, do Setor de Artes da FEP e os atores do Grupo Integrarte, representaram a história do Moço do Manto Marrom, baseada em texto do livro psicografado por Yvonne do Amaral Pereira, Ressurreição e Vida, pelo Espírito Léon Tolstoi.  A sensibilidade dos atores comoveu os participantes ao reviverem a história desse anônimo evangelizador.

Foi, ainda, realizada uma Feira de Ideias, com material trazido pelas UREs, fruto dos seus encontros regionais. A explanação dos projetos desenvolvidos, em cada URE, proporcionou troca de enriquecedoras experiências.

No domingo pela manhã, Sandra apresentou a ARENA, dividindo em duas etapas o trabalho, com o intuito de ampliar e fixar os conteúdos abordados, de forma dinâmica e interativa.

É tudo improviso teve como objetivo trabalhar a criatividade dos participantes, e sondar as suas habilidades. É tudo planejado oportunizou a confecção de origami, sob a coordenação de Vinicius Soletti Pereira (DIJ/FEP) e a participação em duas histórias, com Eduardo Henrique de Araújo, convidado da 8ª URE.

Foram dois dias de intensas atividades, onde os participantes puderam perceber com toda a clareza que, para garantir a qualidade da colheita, é necessário investir na boa semente. Que a transformação do mundo somente se dará através da educação e que temos valiosos instrumentos à nossa disposição: o conhecimento, o amor e o trabalho.

Fotos:Acervo FEP

Assine a versão impressa
Leia também