Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87

Encontro Estadual de Coordenadores de Estudo da Doutrina Espírita

junho/2010

Paraná abrigou o Encontro Estadual de Coordenadores de Estudo da Doutrina Espírita, uma promoção da Federação Espírita do Paraná.

Cerca de 80 participantes, provenientes de quase todas as regiões do estado, tiveram a oportunidade de se reunir para reflexões em torno do estudo da Doutrina Espírita, em um seminário intitulado “A Importância do Conhecimento Espírita”, coordenado pela nobre presidente da Federação Espírita do Mato Grosso do Sul, Maria Túlia Bertoni.

Maria Túlia abordou, durante o dia, uma vasta gama de temas, que foram desde pesquisas em torno do ESDE (estudo sistematizado da Doutrina Espírita), passando pelos problemas do mundo, que evidenciam a necessidade do estudo, as habilidades técnicas e doutrinárias que devem ser dominadas pelo coordenador, o funcionamento e escopo básico de um grupo de estudos.

Uma vasta gama de autores, tanto espíritas como destacados cientistas e literatos foram usados para fundamentar o trabalho, destacando-se, como não poderia ser diferente, as orientações de Allan Kardec, nos apresentando as características de um estudo sério, a sua experiência com os grupos de ensino, relatada na obra “Viagem Espírita em 1862” e tantas outras passagens de largo valor.

Várias experiências da educação foram descritas pela companheira para que refletíssemos sobre o papel do estudo no Centro Espírita e a maneira como ele deve ser conduzido, como: a Es.Pe.Re (Escola do Perdão e da Reconciliação) com as quatro dimensões do ser humano, o pensar, o sentir, o atuar e o transcender;  o relatório Delors e os 4 pilares da educação para o novo milênio (aprender a conhecer, aprender a agir, aprender a se relacionar e aprender a ser).

Ao final do evento, estávamos agradecidos pela oportunidade de refletir sobre tão importante tema e com desejo de continuar o trabalho em favor da consolidação do estudo nos Centros Espíritas e do Espiritismo em nossas vidas.

Deixamos, então, alguns trechos da ampla mensagem legada pela irmã de ideal:

“Ensinar a viver é a função maior do conhecimento espírita que envolve toda uma filosofia de vida capaz de garantir ao Espírito reencarnado o pleno sucesso de sua existência terrena .”

“Não basta desenvolver as inteligências, é necessário formar caracteres, fortalecer as almas e as consciências. Os conhecimentos devem ser completados por noções que esclareçam o futuro e indiquem o destino do ser. Para renovar uma sociedade, são necessários homens novos e melhores” (Léon Denis – Cristianismo e Espiritismo).

“São meios para a melhoria da qualidade dos grupos de estudo:

•        Avaliação permanente dos desempenhos do processo ensino-aprendizagem;

•        Planejamento;

•        Replanejamento em função dos resultados;

•        Cursos e treinamentos para capacitação de monitores;

•        Encontros e seminários.”

“O coordenador de grupos de estudo é a pessoa que se dispõe a orientar a aprendizagem de alguém; é o estimulador do processo ensino-aprendizagem.”

Assine a versão impressa
Leia também