Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Doutrina Espírita em versos

Espiritismo

outubro/2008 - Por Casimiro Cunha

Espiritismo é uma luz

Gloriosa, divina e forte,

Que clareia toda a vida

E ilumina além da morte.

 

É uma fonte generosa

De compreensão compassiva,

Derramando em toda parte

O conforto d’Água Viva.

 

É o templo da Caridade

Em que a Virtude oficia,

E onde a bênção da Bondade

É a flor de eterna alegria.

 

É árvore verde e farta

Nos caminhos da esperança,

Toda aberta em flor e fruto

De verdade e de bonança.

 

É a claridade bendita

Do bem que aniquila o mal,

O chamamento sublime

Da Vida Espiritual.

 

Se buscas o Espiritismo,

Norteia-te em sua luz:

Espiritismo é uma escola,

E o Mestre Amado é Jesus.

(“Parnaso de Além-Túmulo” – Chico Xavier)

 

Casimiro Cunha – Poeta vassourense, nasceu aos 14 de abril de 1880 e desencarnou em 1914. Pobre, aos demais espírita confesso, não teve maior projeção no cenáculo literário do seu tempo, mau grado à suavidade da sua musa e inatos talentos literários. Há, na sua existência terrena, uma triste particularidade a assinalar, qual a de haver perdido uma vista aos 14 anos, por acidente, para de todo cegar da outra aos 16. Órfão de pai aos 7 anos, apenas frequentou escolas primárias. Era um espírito jovial e forte no infortúnio, que ele sabia aproveitar no enobrecimento da sua fé. Se tivesse tido maior cultura, atingiria as maiores culminâncias do firmamento literário.

Assine a versão impressa
Leia também