Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Dona Maria Rulfini

Sincera homenagem a uma pioneira de Santa Terezinha de Itaipu

agosto/2011 - Por Enrique Baldovino

A dedicada trabalhadora do CEAK já havia preenchido sua inscrição par
participar da Inter-regional Oeste, no mês de agosto em Toledo.

Desencarnou, no domingo 10 de julho de 2011, no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, aos 71 anos de idade, a pioneira espírita de Santa Terezinha de Itaipu (STI), Dona Maria Josefa Gabilan Rulfini, uma das fundadoras do CEAK – Centro Espírita Allan Kardec, de STI (10/12/1985), conforme noticiou o prestigioso Jornal Mundo Espírita,(1) em matéria comemorativa de página inteira, por ocasião dos 25 anos do CEAK, completados em 10/12/2010.

Dona Maria Josefa Gabilan nasceu na cidade de Cornélio Procópio – PR em 07/05/1940. Casou-se com o Sr. Luiz Rulfini, com quem teve 4 filhas (Marisa, Sandra, Adriana e Consuelo) e um filho (Luiz Cláudio), adotando posteriormente em STI mais uma menina (Michele).

História e Contexto

O raro livro “Na trilha dos Pioneiros – Santa Terezinha de Itaipu” registra um precioso dado biográfico da nossa homenageada: o ano de chegada do casal a STI: “Luiz Rulfini e Maria Josefa Gabilan, com os filhos Luiz Cláudio, Consuelo e Adriana, vieram de Foz do Areia, em 1982. Aqui adotaram a menina Michele. Luiz veio trabalhar na Itaipu.” (2)

Este precioso dado nos permite entender o contexto da época: lembramos que no ano de 1982, mais precisamente em 3 de maio, Sta. Terezinha de Itaipu emancipou-se administrativamente de Foz do Iguaçu, considerando-se esta data a fundação do município itaipuense. Ainda não havia Centro Espírita em STI. Três anos e meio depois, com a ajuda de confrades espíritas de Foz, do CEAE – Centro Espírita Aprendizes do Evangelho, e do CEFAS – Centro Espírita Francisco de Assis, e junto de outras lideranças de Santa Terezinha, como a Sra. Marta Kalsburg e a Sra. Denilse Gonçalves, capitaneados pela Dona Maria Rulfini, foi fundado o CEAK – Centro Espírita Allan Kardec, em 10/12/1985, data da sua filiação à Federação Espírita do Paraná.

Na histórica capa do livro citado,(2) observamos uma fotografia da BR 277 em construção (ano 1953), na saída de Santa Terezinha de Itaipu para Foz do Iguaçu, vendo-se à direita a instalação da linha telefônica STI-Foz a serviço do Correio. Aqueles eram tempos difíceis, e já desde a fundação, Dona Maria participava das reuniões do Movimento Espírita (a 13ª URE foi fundada posteriormente, em 1988): por isso a justa homenagem à pioneira itaipuense. Isso me faz lembrar as viagens heroicas dos pioneiros da unificação do Movimento Espírita do Paraná, que visitavam as regiões do Estado, através de estradas não asfaltadas, com todas as dificuldades materiais a superar, o que conseguiram com nobreza, sacrifício e galhardia.

Preito de gratidão

Conhecemos a Dona Maria – como ela era conhecida – desde 1991. Foram exatamente 20 anos de convivência, durante pelo menos 3 reuniões semanais nestes cinco lustros. No velório, nós, pessoalmente, a pedido das filhas e do filho, fizemos de público um pequeno histórico da sua vida e da sua obra, entretecendo singelas considerações sobre a imortalidade da alma, a vida após a morte e a justa recompensa que têm aqueles que tiveram mérito, em vida, como a nossa homenageada.

Falamos da sua bondade, generosidade, caridade e dedicação ao trabalho espírita. Como diretora do Departamento de Serviço Assistencial e Promoção Social, sempre esteve a serviço dos mais necessitados e carentes, preparando com muito carinho as roupas do bazar e havendo passado por diversos encargos doutrinários desde 1985: ela foi presidente, vice-presidente, diretora do DIJ, diretora do SAPSE e, na atual gestão da Presidente Regina Baldovino (2010-2012), Dona Maria respondia pelo Departamento de Patrimônio,(1) dedicando os seus melhores esforços na ampliação física que a nossa Casa está encetando neste ano de 2011, a fim de construir mais salas de evangelização: um antigo sonho da Dona Maria.

Além de toda a equipe do CEAK, esteve presente no velório, representando a FEP, o Presidente da 13ª URE, Sóstenes Carvalho Cornélio, que também amparou com as suas palavras a família da Dona Maria, assim como outros confrades do Movimento, que se emocionaram de saudades.

Até breve

Nestes tempos modernos, em que bem pouco se respeitam aos idosos, não escutando sua experiência nem sua sabedoria, nós, do CEAK, consideramos a Dona Maria uma verdadeira matriarca, no sentido mais profundo do termo. Com 71 anos de idade, foi uma das primeiras a inscrever-se na Inter-regional Oeste, que acontece em agosto de 2011 em Toledo, para – nas suas próprias palavras – aprimorar-se como trabalhadora espírita e qualificar-se ainda mais no departamento sob a sua responsabilidade, ela que vinha participando há décadas de praticamente todos os eventos promovidos pela 13ª URE/FEP. Com certeza, ela estará presente, em Espírito, na Inter-regional.

Alguns dias antes da sua desencarnação participou ativamente da VI Semana Espírita de Foz do Iguaçu e da 18ª Feira do Livro Espírita – eventos que aconteceram de 04/06 a 09/06/2011, noticiados também pelo Jornal Mundo Espírita,(3) vindo a Dona Maria todos os dias de Sta. Terezinha a Foz, a fim de contribuir no valioso trabalho de união e de unificação, outro dos seus grandes ideais.

Querida Dona Maria, em nome de todos os amigos do CEAK e do Movimento Espírita de Foz e região, lhe dizemos, de todo o nosso coração, nesta singela, mas sincera homenagem: Muitíssimo obrigado por tudo, caríssima matriarca, e até breve.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

(1) MUNDO ESPÍRITA. Centro Espírita Allan Kardec – 25 Anos: Santa Terezinha de Itaipu. Curitiba: FEP. Novembro de 2010, Jornal nº 1516, Ano 79, página 161.

(2) NA TRILHA DOS PIONEIROS: Santa Terezinha de Itaipu. Sebastião Francisco da Silva. Sta. Terezinha, PR: Editora Foz do Iguaçu, 527 páginas. Outubro de 1995. Página 453.

(3) MUNDO ESPÍRITA. VI Semana Espírita de Foz do Iguaçu e 18ª Feira do Livro Espírita de Foz. Artigo de Enrique E. Baldovino. Ano 80. Número 1523. Junho de 2011, p. 14 (www.mundoespirita.com.br). Curitiba, PR: FEP.

Assine a versão impressa
Leia também