Jornal Mundo Espírita

Abril de 2019 Número 1617 Ano 87

Divaldo Pereira Franco na Espanha

fevereiro/2019

Divaldo retornou à Espanha para atividades doutrinárias, no dia 3 de dezembro, iniciando pela cidade de Madrid, que teve auditório lotado. Relembrou o período difícil que a Espanha experimentou durante o governo arbitrário do ditador Franco, quando era proibido expor qualquer opinião e professar de público a sua fé. Evocou figuras corajosas como a da Dra. Dolores Peres y Peres e outras almas nobres que, esquecidas de si mesmas, não recuaram diante dos riscos, e atendendo ao apelo dos espíritos nobres, de forma disfarçada, reuniam-se para as conferências e estudos.

Na noite seguinte, 4, pela vigésima segunda vez, Divaldo esteve em Barcelona, onde, nas dependências do Hotel Silken, em pleno centro da cidade, desenvolveu o tema Vazio Existencial.

Na manhã de 5 de dezembro, Divaldo e comitiva tomaram o caminho para Réus. A conferência teve como foco Tesouros Libertadores, fazendo referência ao lançamento da obra de mesmo nome da veneranda mentora Joanna de Ângelis, traduzida ao espanhol pelo devotado servidor da causa espírita Xavier Llobet.

Saudando os presentes, Juan Danilo Rodríguez, que acompanha Divaldo em suas viagens, conduziu os participantes em sentida oração, executando a seguir, em violão e voz, a canção Imagine em espanhol, criando uma psicosfera de ternura e paz.

Assine a versão impressa
Leia também