Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87

Divaldo Franco em Curitiba

fevereiro/2009

Noite de autógrafo

O médium e tribuno baiano Divaldo Pereira Franco em movimentada noite de autógrafos, na sede da Federação Espírita do Paraná, apresenta para o movimento espírita nacional o mais novo lançamento psicográfico, o livro que tem por título Mensagem do Amor Imortal. Desta feita quem assina a obra é o espírito Amélia Rodrigues, através da qual reconstitui,  pela memória espiritual,  em preciosa linguagem, as histórias vividas por Jesus na distante Galiléia,  junto ao seus amigos que se constituíram instrumentos do seu apostolado.

No estilo já consagrado,  tanto do médium quanto de Amélia Rodrigues, o livro apresenta alto teor de ensino moral, a partir do enredo preconizado por Jesus em sua eterna mensagem – o Amor. Servindo-se das quadras do cotidiano, o Nazareno, mestre excelente, busca ensinar a todos quantos com ele tinham contato, e, agora, resgatados os momentos preciosos por eles vividos junto a Jesus, Amélia Rodrigues os traz, mediante narrativa poética, e os reedita para ensino a toda a humanidade.

O que era uma sessão de autógrafos acabou se transformando, para surpresa e alegria de todos, num verdadeiro presente de Natal, dado que, Divaldo Franco, generosamente, com seu verbo flamívolo, em pouco mais de uma hora, narra a belíssima história sobre música “Silent Night, Holy Night” – Noite Silenciosa, Noite Sagrada – , cuja melodia é mundialmente conhecida, já que suas versões são apresentadas a todos os povos, independente do credo religioso, rememorando os tempos de Natal e embalando esperanças aos corações da humanidade.

Desnecessário dizer que os presentes, além de serem conduzidos pelos pensamentos aos diversos locais apresentados nos fatos da narrativa detalhada, se constituindo como que um memorial histórico-descritivo da peça musical, todos se envolveram em clima de muita emotividade manifestada pela   alegria e estesia espirituais.

 Conferência 

Na noite seguinte, Divaldo Franco, proferiu uma conferência nas dependências do Paraná Clube, onde se fizeram presentes cerca de 2.300 pessoas. Falando das questões psiquiátricas que envolvem o Ser nos momentos tão conturbados em que vivemos, descreve a trajetória por onde se iniciou  as terapêuticas que  visam a melhoria do homem na busca do seu equilíbrio, até chegar aos dias de hoje, que, pelo estoicismo de alguns abnegados e estudiosos da psique humana, legaram à humanidade extraordinários exemplos de compaixão e compromisso ético e moral, reescrevendo uma nova postura diante destas enfermidades que se constituem verdadeiro flagelo social.

Para os que ali estiveram, ou que acompanharam pela TV CEI uma vez que o programa foi transmitido ao vivo pela Internet, puderam perceber o vasto conhecimento do conferencista também neste campo, e que pela emoção com que o assunto foi conduzido, estabeleceu um clima de bem-estar em todos os presentes.

A presença do amigo Divaldo Franco, que não tem faltado com sua mensagem e apoio ao movimento espírita do Paraná nos últimos 54 anos ininterruptos de visitas ao nosso Estado, marcou de maneira indelével os corações que o ouviram, e que desde já aguardam pelo seu retorno, já confirmado, para o final de dezembro de 2.009. Por isso,  vale a pena  se agendar.

 

Conversa fraterna de Divaldo no CFE

O dia 27 de dezembro de 2008 demarcou a continuidade da tarefa de Divaldo, nestes dias em que nos brindou com sua presença no Paraná, e logo pela manhã, reunimo-nos, o Conselho Federativo Estadual e membros da Diretoria Executiva. Após abraços e animada conversação no café da manhã, acomodamo-nos para ouvir o inestimável amigo, feito os cumprimentos de praxe, inicialmente, narrou a história da reencarnação de Madame Bednaya Flopett, ocorrida em Paris, França, destacando o papel da caridade, ensejando profundas reflexões sobre o Amor. Após breve intervalo para novo café, retornando o amigo passou a responder a diversas questões que lhe foram formuladas e que serão brevemente publicadas pela FEP.

As respostas ofertadas às questões formuladas foram de profundo alcance, ofertando campo para que o Movimento Espírita, como um todo, possa reflexionar sobre a profundidade das mesmas a fim de modificarmos para melhor a nossa ação espírita.

A conversa fraterna foi retomada no Domingo, dia 28, pela manhã, as 09h00 e todos pudemos conviver com o excelente médium, por mais algumas horas e aprender ainda mais com as respostas às novas questões formuladas.

As 11h30, o Amigo amado, teceu suas considerações finais, dizendo a todos os presentes que desde o ano de 1954 quando  iniciou as suas visitas às terras do Paraná, entendia ser aquele o momento culminante de toda sua trajetória no Estado do Paraná e que todos havíamos vivido nos três dias que se sucederam clima de intensa espiritualidade, narrando a presença, desde a sexta-feira, de Espíritos benfeitores, dentre eles: Antonio Luiz Saião, Inácio Bittencourt, Lins de Vasconcellos, João Ghinhone, Abibe Isfer,  Honório Melo, Lauro Schleder, Vovó Schleder, Josefina Rocha, Maria Ruth Junqueira, Guaracy Paraná Vieira, Manoel Philomeno de Miranda  e Viana de Carvalho, dentre outros.

Ao encerramento da reunião, o amigo agradeceu à FEP e aos companheiros presentes e após comovida prece foi encerrada a atividade, com a continuidade dos abraços fraternos. Importante relatar que tanto no sábado, como no domingo, todos almoçamos nas dependências da FEP, em clima de alegria e de altíssimas vibrações espirituais.

Restou no ar, a certeza de que temos que continuar o nosso esforço por nos melhorar e engrandecer, fazer crescer, essa Doutrina libertadora, e a expectativa do novo encontro, gentilmente confirmado pelo nosso amigo Divaldo, para os dias 25,26 e 27.12 de 2009,  e tomara Deus, possamos todos estar juntos novamente.

 

Assine a versão impressa
Leia também