Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87

Divaldo ajudou a fazer renascer o espiritismo Em 31 países após segunda guerra

1ª parte

janeiro/2007 - Por Washington Luiz Nogueira Fernandes

Para melhor avaliar o que representa Divaldo Franco (1927-  ) para o Espiritismo no Mundo, basta lembrar sua atuação em trinta e um países (dos 57 em que ele já esteve), onde ele proferiu, pela primeira vez, Conferências espíritas, em público, após a Segunda Guerra Mundial (que ocorreu só vinte anos em seguida à Primeira Guerra).

Muitos desses lugares até tiveram, no passado, um Movimento Espírita mais ou menos organizado, com periódicos e até livros publicados, mas o Espiritismo estava totalmente tolhido historicamente por essas guerras, revoluções e ditaduras.

Além disso, com seu jeito fraterno e carismático, ele consegue promover uma aproximação entre os espíritas de diversas cidades e países e suas viagens, às vezes, se tornam encontros internacionais, pois acorrem às palestras pessoas de diversos lugares, estimulando o intercâmbio do Movimento Espírita no Exterior.

Por isso, indiscutivelmente, muitos encontram facilidades em transitar pelo Movimento Espírita no Exterior, pois qualquer espírita que viaje para outros países encontrará rastros das pegadas de Divaldo. Topicamente, citamos quando ele começou a visitar e damos alguns dados de sua atuação em dezoito dos países de dois continentes:

 

NA EUROPA:

  1. Alemanha – desde 17/06/1977, 15 cidades, 117 Palestras, 3 entrevistas, 1h15 min. no ar;
  2. Dinamarca – desde 18/06/1995, 1 cidade, 3 Palestras;
  3. Escócia – desde 04/05/1996, 2 cidades, 8 Palestras;
  4. Espanha – desde 30/08/1967 – 30 cidades, 168 palestras, 11 entrevistas, 4 hs no ar e 7 homenagens;
  5. Holanda – desde 10/09/1980, 5 cidades, 21 Palestras;
  6. Hungria – desde 05/06/1993, 1 cidade, 4 Palestras;
  7. Itália – desde – 07/08/1970,  11 cidades, 49 Palestras, 2 entrevistas, 18 min. no ar e 1 homenagem;
  8. Noruega – desde 29/06/2005, 1 cidade, 9 Palestras;
  9. Polônia – desde 29/06/2005, 1 cidade, 2 Palestras;
  10. Portugal – desde 24/08/1967 –  53 cidades, 431 palestras, 54 entrevistas, 24 hs no ar e 13 homenagens;
  11. República Eslava – desde 03/06/1993, 1 cidade, 18 Palestras;
  12. República Tcheca – desde 02/06/1990, 2 cidades, 29 Palestras;
  13. Suécia – desde 03/06/1993,  5 cidades, 36 Palestras, 3 entrevistas, 2 hs no ar;
  14. Suíça  – desde  06/06/1977 – 7 cidades, 132 palestras, 3 entrevistas, 1h15 min no ar.

 

NA ÁFRICA:

  1. África do Sul – desde 10/08/1971, 16 cidades,  108 Palestras,  2 entrevistas, 25 min. no ar e 1 homenagem;
  2. Angola – desde 21/08/1971, 7 cidades,  24 Palestras,  7 entrevistas, 1h30 min no ar e 2 homenagens;
  3. Bophutatswana – desde 07/10/1990, 1 cidade,  1 Palestra;
  4. Moçambique – desde 13/08/1971, 3 cidades,  17 Palestras,  1 entrevista, 20 min. no ar.

Na próxima edição veremos outros países do Continente Americano.

 

Em reconhecimento e confiança

 Senhor:

Somos aqueles trabalhadores da última hora, necessitados do Teu carinho e da Tua compaixão.

Estamos dispostos à lavoura do bem, nada obstante encontramo-nos na dependência de muitos fatores que procedem do passado espiritual.

Tu prometeste que, no momento quando duas ou mais pessoas se reunissem em Teu nome, far-Te-ias presente entre elas. Eis-nos aqui, entrelaçando emoções, procurando o caminho seguro para chegarmos à fonte inexaurível da Tua misericórdia, Companheiro sublime, que nunca nos deixas a sós.

Vivenciando a Tua mensagem conforme as nossas limitações, aguardamos que a Tua condução de Pastor leve-nos ao divino aprisco embora a nossa retentiva na retaguarda.

Filhos da alma:

Tende bom ânimo, mantendo a certeza de que nunca estareis a sós.

Aqueles que atendem ao divino chamado vinculam-se ao Condutor Celeste.

Obstáculos e provações fazem parte do processo evolutivo.

Os metais, para suportarem as intempéries, passam pela aspereza do fogo, assim como a argila que, para resistir, sofre a fornalha, e a madeira, para submeter-se, experimenta os cortes lancinantes nas suas fibras…

A gema, que reflete a estrela, sofreu a lapidação.

Também a alma, meus filhos, depois dos camartelos do sofrimento e das asperezas que lhe retiram as imperfeições, passa a refletir a Estrela polar do amor.

Nunca vos desespereis! …

Existem Benfeitores queridos que vos assessoram, que participam das vossas noites insones e das angústias dos vossos corações.

Aprendei a ouvi-los, sintonizando com esses anjos tutelares através da oração, pelo pensamento voltado para o Bem.

O Senhor da Vida, que a todos nos conhece, levar-nos-à com segurança ao porto da paz, se permitirmos que Ele conduza a barca do nosso destino.

Confiai em Deus, meus filhos, entregando-vos ao comando do Seu Filho que é o nosso Mestre e Guia.

Temos estado em nossa Casa aqui, com os companheiros devotados à ação inefável do Bem.

Prossegui!

Não vos atemorize a noite, nem vos produza receio a tormenta.

Tudo passa e o Bem permanece.

Vimos hoje ter convosco para vos alentarmos na luta, a fim de que prossigais intimoratos no Bem.

Jesus confia em nós!

Retribuamos essa confiança mediante o serviço no Bem, rogando a Ele, nosso excelso Mentor, que nos abençoe e nos guarde.

Sou o servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra.

Mensagem psicofônica que encerrou a Conferência proferida pelo médium
Divaldo Pereira Franco, em data de 20.10.2006, na Associação Espírita de Quarteira,
Portugal, Grupo O Consolador.

Assine a versão impressa
Leia também