Jornal Mundo Espírita

Abril de 2020 Número 1629 Ano 88

Desencarnações no Movimento Espírita Estadual Alexandre Sech

novembro/2019 - Por Roseane Sech Emery Cade

Dia 2 de outubro de 2019, ele partiu para a Espiritualidade.

Filho de imigrantes poloneses, nasceu em Ponta Grossa, a 17 de outubro de 1936, caçula entre os três filhos.

Desde cedo demonstrou seus pendores para o conhecimento espiritual. Frequentou a Escola Espírita de Evangelização Nina Aroeira, sob a orientação do professor e maestro espírita Álvaro Holzmann.

Foi presidente da União da Mocidade Espírita Cristã – UMEC, da Sociedade Espírita Francisco de Assis de Amparo aos Necessitados.

Transferindo-se para Curitiba, diplomou-se na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná, em 1963.

Na UMEC, em Curitiba, órgão da FEP, à época, conheceu sua companheira para toda a jornada terrena, Maderli. Constituíram bela família com oito filhos e mais um filho do coração, além de dezesseis netos e um bisneto.

Larga foi sua folha de serviço no Movimento Espírita: foi diretor do Departamento de Mocidades da FEP; presidente da União Regional Espírita Centro-Litoral, uma das cinco UREs criadas em 1965 pela FEP; secretário-geral da FEP; membro do Conselho Federativo Estadual; coautor do livro Encontro com a Cultura Espírita, editado pela Casa Editora O Clarim, em 1981, com a participação de Deolindo Amorim, Jorge Andréa dos Santos e Altivo Ferreira.

Como orador espírita, percorreu inúmeros Estados brasileiros proferindo palestras em Centros Espíritas, sempre difundindo com muito entusiasmo a Doutrina Espírita e o estudo da Mediunidade.

Foi presidente do Centro Espírita Luz Eterna, em Curitiba.

Em Medicina, especializou-se em Psiquiatria, tendo exercido o cargo de vice-diretor do Hospital Psiquiátrico San Julian, em Piraquara e diretor clínico do Hospital Espírita de Psiquiatria Bom Retiro.

Diplomou-se também em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná e em Psicologia Transpessoal.

Foi uma vida dedicada ao Movimento Espírita, à Saúde Mental e à sua interface, no Brasil e em outros países.

Foto: Acervo familiar

Assine a versão impressa
Leia também