Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Desencarnação de Therezinha de Oliveira

outubro/2013

Foi no dia 28 de agosto, às 23h, vitimada por pneumonia.

Therezinha de Oliveira foi educadora, escritora e oradora brilhante, tendo proferido palestras no Brasil e no Exterior.

Na seara espírita, foram mais de cinquenta anos de dedicado trabalho. Foi Presidente do Centro Espírita Allan Kardec e da União das Sociedades Espíritas de Campinas. Escreveu diversas obras.

Nascida em Cravinhos e criada em Santos, tinha quase dez anos quando o pai desencarnou. Acabou indo morar em Ribeirão Preto, terra da mãe, depois na capital paulista e, em 1956, partiu para Campinas.

Foi nesse município que se tornou professora primária pelo Instituto de Educação Carlos Gomes, mas não chegou a lecionar, por haver ingressado, por concurso público, no serviço da Prefeitura do Município, em 1959, onde ficou até se aposentar.

Além da vida normal na cidade paulista, Therezinha assumiu outro papel: o de forte atuação no Movimento de Mocidades Espíritas, considerado por ela uma descoberta entusiasmante.

Seu envolvimento teve início no Centro Espírita Allan Kardec, em bairro central de Campinas. O envolvimento da trabalhadora teve tanta importância que, inspirado nela, nasceu o hino Mocidade no Evangelho, recebido por ocasião da XIII Concentração de Mocidades Espíritas do Brasil Central e do Estado de São Paulo, realizada em Campinas, em 1960.

Assine a versão impressa
Leia também