Jornal Mundo Espírita

Julho de 2020 Número 1632 Ano 88

Conselho Federativo Estadual

junho/2010

No dia 29 de maio, líderes espíritas do Paraná se reuniram para uma das 4 reuniões que o Conselho Federativo Estadual – CFE da Federação Espírita do Paraná realiza todos os anos.

Pela manhã, foi realizada reunião das UREs com os membros da Diretoria Executiva. Na ocasião foram tratados diversos assuntos, a saber:

Diretoria Administrativa

O vice-diretor Antonio Ferreira (1) trouxe um detalhamento a respeito do relatório de atividades doutrinárias e administrativas que está em fase de implantação, de forma que tenhamos maior agilidade na criação de um banco de dados. Nele, os representantes das regiões colocarão dados como nome do evento, número de pessoas atendidas e local onde foi realizado. Com isso, pretende-se que cheguemos a um nível de otimização dos recursos.

Nos próximos dias, cada dirigente receberá uma carta com as principais orientações para preenchimento, com a possibilidade de inclusão de fotos e comentários que servirão de base para matérias a serem inseridas no Jornal Mundo Espírita.

Programa Momento Espírita

Maria Helena Marcon (2), responsável pelo Programa, pediu que os presidentes de URE, ao convidarem pessoas para participarem do setor de Comunicação Social Espírita, busquem estimular aquelas que têm afinidade com a atividade e um mínimo grau de interesse e poder de multiplicação. Trouxe dados sobre o programa Momento Espírita, com textos traduzidos para o espanhol, o inglês e o francês.

Vale lembrar que já existem sites do programa Momento Espírita em inglês e espanhol, e que o programa é veiculado no Brasil por 207 emissoras de rádio, e no Paraguai, por uma emissora.

Serviço de Assistência e Promoção Social Espírita

O diretor Ilírio Kessler (3) disse que faltava material de apoio teórico para os coordenadores de atividades ligadas à promoção social nos Centros Espíritas. Essas orientações foram compiladas e gravadas em CD que será fornecido às Casas.

Além disso, o confrade Kessler fez um apelo para que busquemos participar dos conselhos municipais, pois é muito importante que os espíritas estejam presentes, contribuindo com a formação de políticas públicas que efetivamente apoiem a comunidade na tentativa de tirar as pessoas das linhas de exclusão social.

Estudo da Doutrina Espírita

O diretor Marcelo Kolling (4) apresentou um ligeiro panorama do Movimento Espírita no Paraná, onde temos mais de 500 grupos de estudo e uma constante evasão de jovens. Propôs a criação de equipes nas UREs, a fim de que esse debate seja permanente, de modo a olharmos com mais carinho as nossas políticas organizacionais, tendo-se em vista que é nos grupos de estudo de adultos que encontramos a mão de obra para continuidade e expansão dos nossos trabalhos. É o adulto participante dos estudos que leva a criança para a Casa Espírita; é ele que se torna contribuinte das Casas; que assume tarefas relevantes em todos nos setores do Centro Espírita.

Marcelo falou por alguns minutos das necessidades psicológicas de quem chega a uma Casa, desde o seu acolhimento, passando pela etapa de exercício do poder, dos papéis, onde podem ocorrer conflitos, até a etapa na qual, com efeito, o indivíduo decide se quer estar perto ou longe dos demais participantes da Instituição.

Afirmou que não se trata de um processo aleatório, casual. Antes, todavia, de algo que pode ser construído, treinado, exercitado conscientemente.

Concluiu falando a respeito da contribuição que o estudo pode dar para a fixação do jovem no Centro Espírita.

Diretoria Administrativa e 2ª vice-presidência

Daniel Dallagnol (5) convocou todos os presentes a pensarem seriamente na autossustentabilidade das regiões, razão pela qual, pede que, ao programarmos um evento, pensemos em seus custos e benefícios.

Enfatizou que, em face do crescimento que se deverá verificar em nosso Movimento, em decorrência da popularização das ideias espíritas nos canais midiáticos, precisamos ocupar nosso espaço com excelência, investindo na melhoria de nossas estruturas administrativas, patrimoniais e sobretudo doutrinárias.

Diretoria Executiva

O Presidente Francisco Ferraz falou da importância de se trabalhar com superávit, pois a FEP tem quase 400 funcionários e diversas unidades sociais que prestam serviço muito relevante na área da promoção humana/espiritual.

Nos últimos meses, foram investidos muitos recursos na área patrimonial. Tudo foi extremamente necessário para assegurar a continuidade dos serviços, no entanto, tudo isso demanda cuidado e gerenciamento constante.

Francisco lançou uma campanha, entre os conselheiros e diretores, para a doação de cadeiras para o auditório do Centro de Treinamentos Lins de Vasconcellos.

Finalizou a sua fala com a apresentação da campanha BRILHE A SUA LUZ, feita em parceria com a COPEL.

À tarde, em clima de alegria, realizou-se mais uma reunião oficial do CFE, com a presença dos representantes de todas as regiões do Estado.

Logo na abertura, o presidente, dando continuidade ao projeto de criação de secretarias para as inter-regionais, declinou os nomes dos confrades que ocuparão esse cargo no Estado e que foram escolhidos pelas respectivas UREs: Inter-Regional Noroeste – Paulo Moro; Norte – Paulo Fernando de Oliveira; Oeste – Júlio Cesar Andrade; Centro – Marcelo Luiz Ravanello; Leste – Marcio da Cruz Santos, interino.

Logo após, Francisco Ferraz apresentou um relatório da Editora FEP e do seu amplo sucesso neste ano de 2010. Todos os lançamentos obtiveram superávit, graças especialmente à excelência da qualidade dos produtos. Dentre os quase 10 produtos, apenas o “Vida e Valores”, projeto anterior à criação da Editora, está a merecer um redimensionamento de custos.

Daniel Dallagnol e Luiz Henrique da Silva falaram a respeito das Unidades Sociais da FEP (Escola Profissional, Hospital Bom Retiro e Recanto Lins de Vasconcellos).

Daniel disse que a Escola oferece 11.500 vagas por ano, subvencionadas pela Fundação de Ação Social, e mais 5.000 com recursos da FEP, sem ônus para o aluno.

É intenção da FEP buscar parceiros para que estas vagas sejam adquiridas e repassadas aos beneficiários, em sua maioria jovens provenientes de famílias carentes.

Nesse sentido, o conselheiro Jânio Dalla Costa fez uma ampla lista de órgãos e entidades que podem ser parceiras. Dispôs-se a colaborar com a sua larga e exitosa experiência à frente da EDHUCA, entidade filantrópica dedicada à educação de jovens, em Apucarana.

Luiz Henrique, por sua vez, falou dos planos em relação ao Hospital Bom Retiro e de todas as ações implementadas para melhorarmos a qualidade no atendimento, desde a criação do refeitório centralizado, do centro de convivência terapêutica, até o moderno centro de internamento.

Espiritismo para o meio leigo

Luiz Henrique apresentou ao CFE o programa de expansão dos mecanismos de divulgação da Doutrina Espírita através de pequenos expositores que contêm os produtos da Editora FEP.

Em 1 mês, temos quase 30 pontos de venda em postos de gasolina, restaurantes, shopping center, escola, em regime de consignação.

Com isso, o Espiritismo consegue alcançar ainda mais o público não espírita.

A proposta é atingirmos, em médio prazo, cerca de 1000 pontos como estes.

Merece destaque o esforço dos confrades Solange de França (1ª URE), Marcelo Ravanello (15ª URE) e Nolimar (10ª URE), que instalaram expositores em suas próprias empresas, bem como em outros locais.

Dentro desse mesmo assunto, o gerente comercial corporativo da FEP, Marco Negrão, relatou que foi fechado acordo comercial com a União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo e estão em vias de serem fechados com as Federações Espíritas do Rio Grande do Norte, de Tocantins e do Mato Grosso do Sul.

Marco aproveitou para trazer notícias em torno da futura participação da FEP na feira do livro do Parque Anhembi, no segundo semestre, em São Paulo.

Francisco relatou as ações doutrinárias realizadas pela FEP de janeiro a maio de 2010.

Informou sobre a presença do confrade André Trigueiro, apresentador da Globo News e autor do livro “Ecologia e Espiritismo”. Ele estará em Maringá nos dias 30 e 31 de outubro de 2010.

Informou sobre outro confrade destacado no cenário nacional, Haroldo Dutra Dias, dedicado trabalhador da União Espírita Mineira, autor de nova tradução do livro “O Novo Testamento”, que, segundo ele, pretende transportar o leitor para o tempo de Jesus; para as suas estruturas sociais e econômicas; para a linguagem, de modo que se possa fazer uma interpretação mais rica dos seus ensinamentos. Haroldo estudou as tradições judaicas, a língua hebraica, o aramaico e o dialeto grego no qual foram escritos os textos. Depois de anos de pesquisa e esforço, trouxe a público essa obra admirável.

Haroldo defenderá a tese na qual afirma que o benfeitor espiritual Emmanuel retifica, no livro “Paulo e Estêvão”, as principais datas do Cristianismo primitivo. Sem dúvida, uma tese ousada e fascinante. Ele estará na região das URE 1ª, 2ª e 15ª e em Curitiba nos dias 22 a 28 de agosto de 2010.

Paulo Fernando, do Nosso Lar, de Londrina, falou em nome de todos os Centros Espíritas que receberam doação da antena de transmissão da TVCEI.

Carlos Augusto de São José, diretor do Jornal Mundo Espírita e conselheiro da FEP, alertou que a data limite para que notícias dos eventos do Estado sejam encaminhadas à redação do “Mundo Espírita” é o dia 15 de cada mês. Aproveitou para creditar o sucesso do Jornal à equipe, atualmente composta por ele, Sérgio Boschiroli, Angelo de Paula e Marcio da Cruz, além de outros colaboradores e de funcionários da FEP.

Francisco ainda aproveitou para abrir um espaço de avaliações da XII Conferência Estadual. As notícias trazidas pelos presentes foram as melhores, com especial destaque ao trabalho da cozinha, que nada deixou a desejar aos milhares de presentes ao evento.

Noticiou, o presidente, que Divaldo Franco estará em Curitiba nos dias 26 a 28 de novembro de 2010, oportunidade na qual falará ao público e realizará encontro com o CFE e a diretoria da FEP.

Disse também que Raul Teixeira estará em Curitiba nos dias 10 a 12 de dezembro de 2010.

Mundo Espírita Eletrônico

O presidente trouxe a notícia da criação do Jornal Mundo Espírita Eletrônico, uma parceria das equipes do Jornal Mundo Espírita e da Tecnologia de Informação da FEP.

Já consagrado por seus 78 anos, o jornal circulará em breve nessa nova versão. Além do já conhecido conteúdo, será possível acessarmos áudio de palestras e vídeos de reportagens e de exposições doutrinárias, além de livraria virtual.

Sem dúvida, um grande portal multimídia, moderníssimo e único no gênero, que contribuirá para a formação do trabalhador espírita e para a informação mais rica do usuário/leitor.

Criação da URE Metropolitana de Londrina

Proposta apresentada pelo confrade londrinense Astolfo Olegário, a criação da Metropolitana de Londrina foi acolhida e apreciada com muito entusiasmo pelos conselheiros. Aprovada a ideia, constituiu-se uma comissão composta pelas UREs envolvidas e pela Direx, a fim de dar a esse novo órgão a configuração mais adequada possível.

Filiação

Mais uma filiação foi feita, a do Centro Espírita Caminho da Luz, de Ibaiti, na 4ª URE, representado por sua presidente Arlete dos Santos, que participou das reuniões como convidada e fez emocionado depoimento, destacando a história da constituição desse grupo.

Com essa, são 34 filiações em 28 meses de gestão.

Palavras finais

Nos momentos finais, alguns conselheiros usaram da palavra para trazer notícias da região, tecer referências elogiosas às ações que têm sido empreendidas pela FEP, agradecer, enfim, fortalecendo o ânimo geral.

Nesse sentido, desejamos destacar que 3 UREs falaram da excelência do trabalho realizado pelo confrade Carlos Augusto de São José, no interior do Estado. Convidado para palestras e seminários, ele ocupou um espaço importante e levou aos espíritas das regiões de Londrina, Cascavel e Maringá, profundo conhecimento em torno de grandes questões doutrinárias.

Laércio Furlan, representante da Associação Médica Espírita, trouxe notícias da atuação da AME/PR junto à Sociedade, sobretudo na defesa do nascituro, na campanha contra o abortamento e na lei de adoção.

Clayton Reis, delegado da Associação Brasileira dos Magistrados Espíritas no Paraná e conselheiro da FEP, fez breve relato da reunião dos juízes espíritas em Brasília – DF, que definiu a edição de um livro que trará os principais temas tratados nos 5 congressos da Associação.

Falou ainda que em 6 de novembro, tendo como sede a Federação Espírita do Paraná, acontecerá a reunião da ABRAME em Curitiba.

Todas essas trocas e reflexões inegavelmente têm contribuído, ao longo destes anos todos, para o fortalecimento e para a harmonia do Movimento Espírita do Estado, facultando-lhe importante tomada de consciência, diagnóstico de distorções pontuais, de tal modo que possamos manter a fidelidade aos postulados básicos legados por Allan Kardec, atendendo, assim, ao objetivo precípuo da Doutrina: transformar o homem para melhor.

Assine a versão impressa
Leia também