Jornal Mundo Espírita

Fevereiro de 2021 Número 1639 Ano 88

Colar do Mérito Judiciário para Raul Teixeira

fevereiro/2021

Trinta e quatro personalidades receberam o Colar do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro – TJRJ, na comemoração ao Dia da Justiça, na manhã de 8 de dezembro de 2020.

Entre os homenageados estavam magistrados, servidores, juristas e autoridades que contribuíram, direta ou indiretamente, para o bom funcionamento do Judiciário fluminense. Devido à pandemia do novo coronavírus, a solenidade foi restrita, com transmissão ao vivo pelo canal oficial do TJRJ no YouTube.

Presentes os desembargadores Lúcia Regina Esteves de Magalhães e André Luiz Cidra, representando todos os agraciados, receberam a Comenda das mãos do presidente Cláudio de Mello Tavares.

O Colar do Mérito Judiciário, instituído pela Resolução nº 14, de 2 de dezembro de 1974, pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, homenageia personalidades que, direta, ou indiretamente, hajam prestado relevantes serviços à cultura jurídica e ao Judiciário fluminense.

De grau único, a condecoração é uma medalha tipo comenda, em metal dourado, esmaltada em azul e branco, tendo ao centro a insígnia do Estado do Rio de Janeiro com a inscrição Tribunal de Justiça, ano de 1974, a ser usada com fita azul e branca.

Em 2020, a concessão das Comendas foi aprovada em sessão do Órgão Especial realizada no dia 9 de novembro.

Raul Teixeira, fundador da Sociedade Espírita Fraternidade, em Niterói, foi um dos agraciados.

Aos cumprimentos que lhe foram enviados pela FEP, respondeu o homenageado:

Muito obrigado pela atenção.  Quero agradecer a Diretoria da Federação Espírita do Paraná pela presença na minha vida, com muito carinho, e a homenagem do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que eu não mereço. Quero agradecer a Doutrina Espírita que me deu o estofo para pregar, em nome do Cristo. Muito obrigado mesmo! 

Assine a versão impressa
Leia também