Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Centenário de nascimento

Preito de gratidão a Francisco Cândido Xavier

abril/2010 - Por Enrique Eliseo Baldovino

Rendemos a nossa sincera homenagem a um dos grandes apóstolos da
mediunidade com Jesus, no centenário do seu nascimento.

Oportunamente escrevemos um artigo a respeito da histórica passagem de Chico Xavier por Foz do Iguaçu, em 1975 ? a única vez que o ilustre médium mineiro veio à Terra das Cataratas ? artigo que posteriormente foi enfeixado no notável livro comemorativo intitulado Federação Espírita do Paraná -100 anos semeando a Boa Nova por um mundo melhor. (1)

Trechos da referida bibliografia, transcritos posteriormente no prestigioso Jornal Mundo Espírita de setembro de 2002 (2) citam os seguintes dados sobre o nosso homenageado, que, da nossa parte, transcrevemos a seguir: “[…] Francisco Cândido Xavier, o médium mineiro, após passar por Curitiba e Ponta Grossa, visita Foz do Iguaçu, por ocasião da inauguração da sede da Sociedade Espírita Os Mensageiros, no dia 12 de agosto de 1975, tendo na oportunidade, inclusive, psicografado algumas trovas de Espíritos Diversos e uma pequena mensagem assinada pelo Espírito Emmanuel, que seguem reproduzidas, ao final. […] Em homenagem aos cinquenta anos de mediunidade de Francisco Cândido Xavier, no dia 3 de julho de 1977, a FEP envia uma carta ao dedicado médium.”

Registrando neste Jornal a única visita deste Apóstolo do Bem a Foz do Iguaçu, procuramos homenagear sinceramente o distinto médium, no Ano do Centenário do seu Nascimento. Chico Xavier: seu Cândido nome é sinônimo de fidelidade ao dever. Sua vida é um grande exemplo de disciplina, humildade, solidariedade e compromisso no bem. Enfrentou e venceu ingentes lutas, desafios, perseguições e testemunhos desde a sua infância, que foi muito árdua e sacrificada.

Desde os 8 anos de idade, Chico trabalhava para ajudar no sustento da família, tendo sido operário de uma fábrica de tecidos, servente de fiação, servente de cozinha, caixeiro de armazém e, por último, inspetor agrícola, aposentando-se como funcionário público, com um salário irrisório. Perdoando e superando com lágrimas e esforços suas dores e provas, numa vida lídima e exemplar, o apóstolo mineiro legou-nos uma existência inteira dedicada à prática do amor ao próximo, caridade vivenciada com o seu comportamento digno e com sua elevada conduta cristã-espírita.

O mediunato

 

Iniciou suas tarefas psicográficas no dia 8 de julho de 1927, em Pedro Leopoldo. Com uma vida atribulada, Francisco Cândido Xavier (Pedro Leopoldo/MG, 02/04/1910 – Uberaba/MG, 30/06/2002) não teve a oportunidade de avançar nos estudos, não tendo passado do curso primário incompleto. Este é um dos aspectos que mais atestam a veracidade das comunicações mediúnicas que recebeu, através da psicografia, muitas delas transformadas em livros, com traduções para o castelhano, francês, grego, inglês, japonês, tcheco etc., que nos transmitem informações das mais diversas áreas do conhecimento humano, várias delas desconhecidas do médium.

A obra psicográfica de O Mineiro do Século XX atinge a extraordinária produção de 412 livros mediúnicos, sendo que 88 obras pertencem à Editora FEB. Calcula-se que os seus livros somam aproximadamente 1880 edições, com 30 milhões de exemplares vendidos. Mais de 60 títulos foram vertidos para os mencionados idiomas e publicados em 45 países, além dos versados para o Braille e o Esperanto. Essas obras, pela sua importância qualitativa, dão valiosa contribuição ao entendimento do Espiritismo. Sobre sua vida foram publicadas aproximadamente 85 obras de diversos autores, num total de mais de 350 mil volumes espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Calcula-se também que o médium tenha sido intérprete de mais de 1.000 autores espirituais nessas 412 obras psicografadas. Nos seus quase 75 anos de atividade mediúnica ininterrupta a serviço de Jesus, recebeu Chico perto de 20.000 mensagens de Espíritos desencarnados aos familiares.

Chico nunca auferiu vantagem financeira dos livros que psicografou. Todos os direitos autorais foram doados à FEB e a mais de 30 instituições beneficentes. Foi um homem pobre que viveu de sua aposentadoria como ex-servidor do Ministério da Agricultura, em Minas Gerais, morando desde 1959 em Uberaba (no Triângulo Mineiro) numa casa bem modesta.

Chico Xavier conquistou o mediunato, isto é, cumpriu fielmente a sua missão providencial como médium, “transformando-se em pessoa de referência para as informações seguras sobre o Mundo Espiritual e os fenômenos da mediunidade” (3), como grande antena parapsíquica mundial, amparado pelas sábias orientações de Emmanuel, seu Guia Espiritual.

Psicografias de Chico Xavier em Foz do Iguaçu

 

Por falar no Espírito Emmanuel, registramos no presente artigo, a seguir, a profunda e histórica mensagem intitulada: Oração no tempo, que esse Benfeitor ditou a Francisco Cândido Xavier, na Terra das Cataratas, na noite de 12 de agosto de 1975 (há quase 35 anos), por ocasião da reunião pública inaugural da sede da então Sociedade Espírita Os Mensageiros – SEOM (hoje Centro Espírita Os Mensageiros – CEOM), à época, dirigida pelo pioneiro iguaçuense, Sr. Idalino Favassa.

Também é digna de nota a psicografia de 8 trovas belíssimas, de um sabor poético extraordinário, que têm como título geral: Sugestões, trovas ditadas ao médium mineiro na mesma noite de 12/08/1975, pelos seguintes Espíritos: Alceo Wamosy, Júlia da Costa, Benigna da Cunha, Emílio Menezes, Múcio Teixeira, Fernando Amaro, Jésus Gonçalves e Fidelis Alves.

Para que o registro fique completo, apresentamos algumas fotos raras de Chico Xavier em Foz do Iguaçu, atestando a presença histórica do médium na Terra das Cataratas com as lideranças locais da época, dando flores às pessoas que o cumprimentavam na Sociedade Espírita citada. É emocionante imaginar que há quase 35 anos tivemos, em nossa região, a honra da presença e da vibração daquele Apóstolo da Mediunidade, tão pertinho de nós… Hoje o temos a mancheias através da sua farta literatura mediúnica, que esclarece e consola a tantas vidas.

Querido Chico, por tudo o que você representa para nós, pela sua entrega, doação e amor incondicionais à Doutrina Espírita, a serviço do Mestre Jesus, lhe dizemos, como preito de gratidão, com o coração cheio de saudades: Chico Xavier, muitíssimo obrigado por tudo, e que Deus o abençoe!

 

Oração no tempo

E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis”.

JESUS (Mateus, 21:22.)

Senhor Jesus!

Esta é a casa que nos deste ao trabalho e à oração.

Ensina-nos a responder-te com o dever retamente cumprido.

Ilumina-nos o entendimento, a fim de que te possamos notar a presença em todos aqueles que nos alcancem as portas, mas especialmente naqueles irmãos outros que nos procurem fatigados de provação e de pranto.

Auxilia-nos o Espírito para que venhamos a reconhecer que a fé vale pela execução das nossas tarefas de amor, na fraternidade que nos legaste, e ajuda-nos a conservar a bondade e a tolerância, a compreensão e o apoio que nos devemos uns aos outros.

Nas horas de crise, sê, por misericórdia, o nosso amparo.

Nos dias de sombra, sê nossa luz.

Amado Mestre, guarda-nos a coragem, no exercício do bem, para que o desânimo não nos entorpeça o coração, quando o desequilíbrio tente alcançar-nos. Sustenta-nos a união para que a desarmonia não nos perturbe.

Seja quando for, e com quem for, em qualquer condição e em todas as circunstâncias, auxilia-nos para que sejamos os mensageiros de Tua Bênção, aprendendo a servir contigo, hoje e sempre.

Assim seja.

Emmanuel

Sugestões

Bendito aquele que traz

Nas trilhas por onde avança

A imagem viva da paz

Na moldurada esperança.

Alceo Wamosy

Na tarefa em que te expandes,

Lembra na estrada onde pises:

O prazer das almas grandes

É fazer almas felizes.

Júlia da Costa

A vitória se encastela

Em jardins encantadores.

Mas para chegar a ela

Não há caminho de flores.

Benigna da Cunha

 

 A Terra lembra estalagem

Cada hóspede – uma conta,

Mas o melhor na viagem

É viver de mala pronta.

Emílio Menezes

Se Deus visse o mal por mal

Que só ao mal nos conduz,

Não daria para as trevas

A caridade da luz.

Múcio Teixeira

Quem busca ver como a vida

Quer que o bem anule o mal,

Contemple a rosa nascida

Por cima do espinheiral.

Fernando Amaro

 

O mensageiro da paz

Que vive fazendo o bem,

Não deixa de auxiliar,

Nem atrapalha ninguém.

Jésus Gonçalves

Atitude lapidar

De quem se eleva ao porvir:

– Unir para trabalhar,

Trabalhar para servir.

Fidélis Alves

 

———————————————-

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

(1) FEP. Federação Espírita do Paraná – 100 Anos semeando a Boa Nova por um mundo melhor. Diretoria Executiva da FEP. 8ª década ? Trabalho e Perseverança. Itens 8.3 a 8.6. Mensagens psicografadas por Chico Xavier em Foz do Iguaçu: Oração no tempo, e oito trovas: Sugestões. Itens 8.7 a 8.11. Curitiba: FEP. Agosto de 2002.

(2) MUNDO ESPÍRITA. Federação Espírita do Paraná ? Trabalho e Perseverança. Curitiba: FEP. Setembro de 2002. Jornal nº 1418, página 8.

(3) REFORMADOR. O retorno do Apóstolo Chico Xavier. Mensagem ditada pelo Espírito Joanna de Ângelis através do médium Divaldo Pereira Franco. Rio de Janeiro: FEB. Julho de 2002. Revista nº 2.080-A, pp. 6-7.

 

Assine a versão impressa
Leia também